Dicas e Relatos de viagens ao redor do mundo

Napali Coast em Kauai: Um daqueles lugares que te fazem perder o fôlego

30

Espetacular, majestosa, dramática, exuberante, inesquecível….. Estes são apenas alguns dos muitos adjetivos que vem à cabeça e que tentam, sem sucesso, definir em uma única palavra toda a beleza e diversidade da ilha de Kauai no Havaí.

A incrível Na Pali Coast em Kauai

Nossa curiosidade/fascinação com o local é digamos antiga, afinal de contas quem nunca parou para pensar e se perguntou: Onde é que filmes como Jurassic Park, South Pacific, Piratas do Caribe e o recente The Descendents foram gravados?

Na Pali Coast Havaí

Muitos, assistindo a estes filmes até devem duvidar da existência de um lugar assim tão surreal, outros devem pensar: o cenário de fundo desses filmes só podem ser montagem….

Pacote completo.. Mar, Montanha, Cachoeira e Caverna tudo numa única foto

Até algum tempo atrás eu acreditaria que sim. Aquilo só poderia ser resultado de montagem cinematográfica. Mas não, este lugar de fato existe!! E se nos filmes você já fica boquiaberto, ao vivo você acha que está sonhando acordado. Bem não é por acaso que a paradisíaca ilha do Kauai é o pano de fundo para mais de 50 filmes de Hollywood.

Cenário de Jurassic Park ou seria de Piratas do Caribe? Na verdade ambos!!

 Quando a querida Lúcia Malla do Blog Uma Malla pelo Mundo diz no seu excelente post/guia 4 dias no Kauai: “Tenho uma teoria de que NADA te prepara para as belezas do Kauai, e só ao vivo você entende isso”. Tenho que dizer, que hoje, concordo em gênero, número e grau. E ainda digo mais, mesmo que eu poste todas as fotos (+1000), publique todos os videozinhos que fiz lá, vocês leitores do blog não conseguirão sentir nem 10% da emoção e energia de estar lá ao vivo e ver todo o esplendor da natureza diante de seus olhos.

Mistura de cores e formas da Napali Coast é algo que nem 1000 fotos e palavras conseguem expressar

Esta ilha em especial tem uma energia tão arrebatadora que nem que eu voltasse pelo menos umas 5 vezes lá para ver exatamente a mesma coisa que vi nesta viagem, eu conseguiria assimilar tudo o que vimos. Escrevendo esse post e separando algumas fotos para ilustrá-lo me pergunto se tudo isso que nós vimos lá foi mesmo verdade?!

Penhanscos Verdejantes da Napali Coast

Kauai é a mais antiga das ilhas do arquipélago havaiano. Superlativa em todos os sentidos, mas nada se compara a sua principal atração a NaPali Coast. Nossa primeira impressão do lugar não poderia ter sido melhor, no mesmo dia que chegamos de Kahului (OGG) Maui no aeroporto de Lihue(LIH) no Kauai, fizemos um sobrevôo fenomenal de helicóptero com a Blue Hawaiian por toda a ilha, que vai ser abordado num outro Post.

Cachoeira que cai no mar

Mas enfim, no dia seguinte, reservamos o período da tarde para embarcar num passeio de barco pela NaPali Coast no litoral noroeste da ilha, onde estão localizados nada mais nada menos que os segundos maiores penhascos a beira mar do mundo, perdendo apenas para os penhascos da costa de Molokai, outra ilha havaiana muito pouco explorada turisticamente.

Paredões Avermelhados do lado mais seco da naPali Coast

E tenho que dizer: observar a NaPali Coast do helicóptero já tinha sido extraordinária, mas do barco com mais tempo para contemplar (e fotografar) foi absolutamente fenomenal.  Ainda mais no finalzinho da tarde, quando a iluminação dos penhascos estava praticamente perfeita.

Fim de tarde na NaPali Coast

Para essa aventura, escolhemos o Napali Sunset & Sightsee Tour da Holo Holo Charters. Uma das várias empresas que fazem passeios até o local. A grande maioria delas tem passeios saindo de Port Allen na porção Sudoeste da ilha e de Hanalei Bay no costa norte da ilha. Porém esta última opção só é disponível nos meses de verão quando o North Shore não é afetado pelo Swell que traz consigo as ondas gigantes que os surfistas tanto procuram no inverno Havaiano.

Holo Holo Charters, uma das empresas que fazem o passeio de barco até a Napali Coast

Como ainda era temporada de inverno, nossa única alternativa foi sair de Port Allen. Chegamos lá cerca de 30 minutos antes do início do nosso tour, onde fizemos a parte burocrática do passeio e recebemos as primeiras instruções da tripulação do nosso catamarã, composta por um capitão e 2 “marinheiros”.

Empresa que escolhemos para nosso passeio

Seguimos então uns 200 metros até o píer de Port Allen, numa pequena Baía construída com um dique de pedras, onde nosso catamarã de 65 pés nos aguardava. Na hora do embarque todos fomos obrigados a deixar nossos calçados no píer.

Catamarã da Holo Holo Charters em Port Allen no Kauai

À medida que íamos saindo do mole de pedras podemos perceber a força do swell e suas ondas, mas como no caminho de ida estávamos a favor do vento e da ondulação a viagem foi digamos super tranquila. Uns 20 minutos depois de sairmos de Port Allen já navegando em velocidade de cruzeiro, o sino do bar tocou. Anunciando que o bar da embarcação acabara de abrir servindo vinho, cerveja, refrigerante, sucos, Mai Tais e outros drinks. Tudo incluso no preço do passeio.

Mau curtindo o visual com um Mai Tai à bordo do Catamarã da Holo Holo

Enquanto rumávamos à noroeste paralelamente à Kaumuali’l Highway em direção à pequena cidade de Waimea, podemos observar algumas praias de areia e muitos rochedos, e alguns metros mais acima na encosta muitas plantations, em sua grande maioria canaviais e algumas usinas de produção de açúcar.

Usinas de Açúcar no Havaí

Ao passarmos por Waimea e a foz do “inofensivo” Waimea River que forma o impressionante Waimea Canyon (O Grand Canyon do Pacífico),  passamos a avistar o que é apenas o início da formação geológica que depois forma a NaPali Coast.

Formação do Waiamea Canyon

Na sequência passamos por uma área militar conhecida como Barking Sands Airfield & Pacific Missile Range Facility. Uma base militar num ponto geoestratégico de grande importância no sistema de defesa dos EUA. Afinal de contas este é um dos pontos mais próximos do Japão e consequentemente Coréia do Norte. Tanto que ali está localizado uma das bases de lançamento de um poderoso sistema de defesa anti-aérea e anti míssil dos EUA. Inclusive quando os EUA fazem testes nesta base, o trafego marítimo e aéreo na região é restringido e os passeios para Napali são consequentemente cancelados. Felizmente estes testes são relativamentre raros.

Barking Sands Airfield & Pacific Missile Range Facility no caminho para Napali Coast

Por ali, tivemos a sorte de avistar várias Humpback Whales, As baleias Jubarte que descem do Alaska até o Hawaii durante os meses de inverno para terem seus filhotes em águas mais quentes (Nov-Mar). Ao todo vimos pelo menos umas 6 baleias, algumas delas com seus respectivos filhotes. Bem havíamos visto muitas outras Jubartes em Maui, mas dessa vez uma delas na volta a Port Allen chegou a cerca de menos de 20 metros do nosso barco.

Baleias Jubarte em Kauai

Logo que deixamos área militar de Barking Sands, passamos pela Polihale Beach e o Polihale Beach State Park, a partir desse momento podemos dizer que a NaPali Coast começa para valer e é nesta praia que encontramos o último ponto acessível por terra até a parte mais meridional da costa de NaPali.

Baleia Jubarte e Polihale Beach ao fundo

A estrada até Polihale Beach, a partir da base militar é totalmente de terra, cerca de uns 15 km, e em péssimo estado de conservação em alguns trechos (principalmente depois de quase 10 dias de chuva ininterrupta) afugentando a maior parte dos turistas. Nós estivemos lá mesmo assim e na minha opinião, o esforço (paciência) recompensa, mas se aventurar com um carro sem tração nas quatro rodas pode ser um problema para motoristas com pouca experiência off road. (Vimos pelo menos 2 carros achando que poderiam passar que acabaram atolando na estrada ou na areia da praia). As locadoras de veículos até alertam que esta praia é off limits para carros “normais”.

Baleia Jubarte com filhote no Havaí

Mas só depois de deixar a Polihale Beach é que você começa a ser dar conta do que esta prestes a ver nos próximos 15-20 km pela costa. Pois é só a partir dali que as agulhas de pedra e os penhascos de pedra os quais se elevam em até 1200 metros acima do nível do mar começam de fato a dar as caras.

Passando por Polihale Beach

O contraste das cores, formas e a grandiosidade do que seus olhos vêem é a prova que Deus existe e que ali ele resolveu caprichar como em outros poucos lugares do planeta. Imagine um local com montanhas, praias, cachoeiras (muitas das quais caem diretamente na praia ou no mar), mar que vai do azul turquesa ao azul petróleo, com recifes de corais, cavernas marinhas e vales verdejantes num só lugar. Isso é a NaPali Coast.

MauOscar na NaPali Coast em Kauai Hawaii

Geologicamente falando, a NaPali Coast é parte reminescente de um escudo cristalino de um antigo vulcão, que uma vez elevava-se por mais de 5000 metros desde o fundo do oceano pacífico. E assim como todas as ilhas havaianas, Kauai foi a primeira delas e nasceu pela existência do fogo. Resultado da atividade de uma gigantesca coluna de magma chamada de hot spot.

Na Pali Coast em Kauai

Enquanto as forças tectônicas movem a placa tectônica do pacífico e consequentemente as ilhas do Hawaii para o norte, formando consequentemente ao longo de milhares de anos as outras ilhas do arquipélago havaiano (Big Island até hoje continua  a crescer com a atividade do vulcão Kilauea), a água, o segundo componente elemental na formação desta maravilha da forma que encontramos hoje, encarregou-se do papel de cuidadosamente esculpir Kauai ao longo de milhões de anos.

Costão vermelho na Na Pali Coast

Com uma pluviosidade média de 1630 mm e que passa dos 2500 mm de chuva  nos lugares mais altos por ano, a água foi pacientemente moldando os vales que tanto nos encantam hoje. Com belíssimas cachoeiras em seus véus brancos que de longe nos parecem inocentes e inofensivas mas que despencam centenas de metros ao longo dos precipícios e vales, foi a água que literalmente transformou a paisagem do local.

Pinaculos da Na Pali Coast, resultado direto da erosão feita pela água

O mar por sua vez também contribuiu de forma decisiva para esta maravilha ser do jeito que é. As ondas gigantes de inverno que todos os anos explodem contra as falésias de basalto ao longo de milhares de anos, erodiu o terreno. Arrancando encostas instáveis e íngremes, fazendo a paisagem ainda mais dramática.

Costão de pedras da Napali Coast

O resultado de todas essas forças naturais, aliadas aos ventos, fauna e flora é uma série de vales verdejantes, com paredes estriadas e cumes afiados que sobem milhares de metros a partir das ondas que quebram no pacífico.  Simplesmente incrível.

Incrivelmente bela Napali Coast

Para os havaianos antigos, este era também um lugar sagrado e um local ótimo para a pesca de peixes e seus vales com condições ideais para a plantação de taro (uma espécie de Inhame que era base da alimentação dos havaianos).

Aspecto curioso da Napali Coast

Existem pelo menos uns 4 grandes vales ao longo da costa. O maior e mais famoso deles é o Kalalau Valley, um enorme vale com dezenas, talvez centenas de cachoeiras que convergem para o Kalalau Stream. Para chegar lá existe uma trilha de cerca de 19 kilometros, considerada uma das trilhas mais bonitas e mais difíceis dos EUA. Ela desce da região do Kalalau Lookout e leva o aventureiro a cruzar pelo menos 5 vales dentro do Kalalau Valley até Kalalau Beach uma lindíssima praia considerada uma das praias mais bonitas dos EUA. (Para fazer esta trilha é preciso condicionamento físico, mental e uma licença especial uma vez que é necessário acampar dentro dos limites do NaPali Coast State Park).

Kalalau Valley na Napali Coast

Como até pouco antes de nossa chegada havia chovido muito, acabamos desistindo de fazer a trilha “para iniciantes” que leva até o Hanakapiai Valley. O vale mais ao norte da Na Pali Coast. Para quem vem do North Shore, existe a Hanakapiai Trail uma trilha de cerca de 2 milhas (~3.2 km) que sai de Ke’e Beach e leva até Hanakapiai Beach. Para quem ainda tem folego e disposição mais 2 milhas vale adentro leva você até Hanakapiai Falls. De lá em cerca de 3 dias de caminhada é possível chegar no Kalalau Valley. Veja o Post sobre a Hanakapiai Trail no Uma Malla pelo Mundo.

Final de Tarde na Napali Coast próximo ao Honopu Valley

Mas voltando ao nosso passeio de barco, vários pontos ao longo da costa me chamaram muita atenção entre eles: Honopu Bay & Arch – Uma lidissima praia que possui um arco de pedra tão grande que segundo nosso comandante um helicóptero seria capaz de voar através dele. Num cantinho escondido existe uma cachoeira que somente escalando ela se tem acesso ao Honopu Valley. Por sinal foi nessa praia que foram filmados algumas cenas do filme Six days/Seven Nights e do King Kong.

Arco de Honopu

 Nu’alolo Kai – Uma antiga vila de pescadores havaianos nativos que por conta dos seu recife de coral no subir e baixar das marés cria uma piscina natural, que facilitava a pesca no Inverno e hoje no verão é um ótimo ponto para snorkel. Vimos algumas tartarugas marinhas emergindo por ali para respirar. Segundo nosso comandante nesta área que é protegida e pode receber pouquíssimas pessoas por dia, existem sinais de mais de seis séculos de ocupação contínua que pipocam pela paisagem:  com pinturas rupestres, plataformas cerimoniais, restos de casas e abrigos de canoas, bem como inúmeros cemitérios havaianos.

Nualolo Kai em Kauai

Nesta parte ele aproveitou para contar um pouco sobre algumas lendas e crenças do povo ancentral havaiano. Segundo ele tudo, segundo a cultura havaiana a essência que move tudo que é vivo contém maná, um poder espiritual impregnado pelos deuses e os ancestrais. Por sinal existem ao longo da Na Pali locais sagrados que só membros importantes da sociedade ancestral havaiana podiam visitar e muitas vezes eram nesses lugares que eles eram enterrados.

NaPali Coast em Kauai

Outra coisa fenomenal alí na Napali Coast são algumas cavernas submarinas  que surgem ao longo do costão, numa delas nosso barco chegou praticamente a entrar dentro e ao lado dela cerca de 15 mestros uma pequena cachoeira caia no mar com um azul impronunciável.

Caverna Submarina na Napali Coast em Kauai

Depois de muitas fotos e muita contemplação, com o sol começando a querer se por no horizonte, chegou a hora de começarmos a nos despedir da Na Pali Coast. Ali começou então a ser servido o jantar, lasanha com salada.

Jantar a bordo do catamarã da Holo Holo

 À medida que retornávamos a Port Allen as cores da costa e do horizonte iam mudando num espetáculo inesquecível de tons de Amarelo, Laranja e Avermelhado.

Por do Sol em Kauai

Quando finalmente passamos pelo Barking Sands Airfield and Pacific Missile Range Facility, sentimos um pouco o mar. Desta vez com o swell e ventro contra o barco balançou bastante.. Um dos passageiros inclusive passou mal dando trabalho extra para a tripulação. Bem mas depois que sobrevivemos ao passeio de barco na Tailandia esse swell foi brincadeirinha de criança.

Baleia Jubarte no Havai na costa de Kauai

O Sol finalmente se pôs, magistralmente atrás de Niihau Island, também conhecida como The forbidden Island, pelo fato de ela ser uma ilha particular. Mas tivemos a chance de fazer um dos melhores snorkels de nossas vidas na costa desta ilha num outro tour da Holo Holo alguns dias depois. Inesquecível como tudo que vivenciamos no Havaí

Por do Sol atrás da ilha de Niihau no Hawaii

Endereço:

Holo Holo Charters

Port Allen Marina Center
4353 Waialo Road
Eleele, HI 96705
 

Veja mais fotos deste passeio

1) Curta nossa página no Facebook

2) e veja as fotos aqui

Posts Relacionados:

Islands of Aloha - Philadelphia Flower Show 2012 Philadelphia Flower Show Islands of Aloha 

 Guia para o Grand Canyon National Park 

  Guia para o Yellowstone National Park

Todos os Posts no MauOscar sobre o Havaí

Índice com todos os Posts do MauOscar

<= Clique na Logo

Siga o MauOscar.com também no:

30 Comments
  1. Luciana Betenson says

    Muuuuito bacana esta viagem! E desde o filme do George Clooney me deu ainda mais vontade de conhecer o Havaí. Fora que vocês encontraram a Lucia, que legal 🙂 Estão lindas as fotos, Oscar 🙂

    1. MauOscar says

      Luciana

      A viagem é longa e cansativa, principalmente para quem vai do Brasil.. Mas aquele lugar é o paraíso.. Quando voce for fique no minimo 2 semanas para realmente curtir tudo..

  2. Lucia Malla (@luciamalla) says

    Eeeeeee!!!! O Post ficou FENOMENAL, essa costa no sunset é realmente um espetáculo! Ai, vontade de pegar um vôo pra lá agora… 🙂

    1. MauOscar says

      Lúcia

      Obrigado 😀
      Para voces ai é facinho.. Da para ir no final de semana brincando.. Saudades

      Bjs e obrigado por tudo

  3. turomaquia says

    Muito show mesmo, entendo a sensação que vc descreveu 🙂 Precisamos te trazer para as Canárias!

    1. MauOscar says

      Patricia

      Olha que vontade não falta de conhecer você e as Canárias.. Bem quem imaginaria que iria conhecer o Havaí.. Numa dessas aparecemos por ai quando você menos esperar 😀

      Bjs

  4. Devidamente justificados aquele monte de pontos no 4sq! Só tenho três palavras para dizer sobre esse post (em inglês, em homenagem a vocês): OMG!!! Oh My Goodness!!!!!

    1. MauOscar says

      Rsrsrs.. 4sq

      Esse lugar é lindo mesmo!!! A cada 100 m que o barco anda vc fala OMG!!

  5. Raul says

    Uau… Sem comentários esse lugar heim! Incrível!!!

    1. MauOscar says

      Raul

      Ja vi alguns lugares bonitos por esse mundo.. Mas esse aqui sem dúvida esta entre os 10 mais

  6. Camila Navarro says

    Realmente é difícil acreditar que um cenário desses não seja montagem. As cores são completamente inimagináveis! Acredito na Lucia quando diz que nada prepara alguém para tanta beleza. Sorte de vocês que já foram lá conferir! 🙂

    1. MauOscar says

      Camila

      Obrigado pela visita.. Esse lugar é inacreditável

  7. Bóia Paulista says

    Oi, Oscar. Tudo bem?

    Adorei as fotos!

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Bjs,
    Bóia Paulista

    1. MauOscar says

      Oi Bóia

      Tudo jóia!! Melhor ainda com um post selecionado para a viajosfera do VnV 😉
      Boa Páscoa

  8. Guta Cunha says

    Gente que coisa linda! E alem do lugar espetacular vcs viram muitassss baleias! De verdade, esse parece um passeio dos sonhos! Lindo demais! Quero ir p/ la agora!!! hehe
    bjus!!!

    1. MauOscar says

      Guta

      Foi SENSACIONAL… Vimos muito mais baleias em Maui e para dizer a verdade elas só complementaram o visual maravilhoso do lugar…
      O Havaí é longe e caro… Mas não vejo a hora de outra oportunidade aparecer para voltar em breve 😉

      Bjs e uma ótima Páscoa

      Oscar

  9. ernesto, o pato says

    Otimo post, boa pascoa proces…

    1. MauOscar says

      Ernesto

      Obrigado pela visita e boa semana para vc e a Cibele

  10. Camila Guerra says

    Muito bacana seu post e as fotos estão lindonas! Parabéns!

    Ja entrou na minha lista de locais pra conhecer.

    []’s

    1. MauOscar says

      Camila

      Sem dúvida um dos lugares mais bonitos que já visitei na vida

      Obrigado pela visita

  11. Aline says

    Gente, o blog de vocês é lindo. Estou encantada. Achei pelo link do ( dividindoabagagem.com ] (:

    Abraços!

    1. MauOscar says

      Aline

      Seja muito bem vinda 😀

  12. […] no último dia na ilha para fechar a etapa Kauai da viagem com chave de ouro. Porém como nossos passeios de barco pela Na Pali Coast e Niihau Island estavam reservados para os dias seguintes, a opção […]

  13. Renata says

    Fotos espetaculares! Vou para o hawaii em marco e descobri que tenho que conhecer napalicoast através do blog de vcs! Mas infelizmente meu tempo é curto então a duvida é: passeio de barco ou helicóptero??

    1. MauOscar says

      Renata
      Olha se vc estiver com o tempo ultra mega apertado o negócio é ir de helicoptero.. Agora se quiser curtir com mais calma e assimilando aquilo que você vê, vá de barco… O helicóptero é fantástico mas 1 hora passa tão rápido… Indo de barco e saindo de Port Angeles voce ainda pode tentar dar um pulo no Waimea Canyon que é fantástico..

      Abraço

  14. Margara Tanaka says

    Aloha! Oscar.
    Estive no Hawaii e fiquei hospedada em Waikiki, Kalakauea Avenue. Fui ao casamento do meu sobrinho (que vive no Japão) em novembro de 2012. Ainda tenho as impressões bem vivas do Parque dos Vulcões, as obras fantásticas do Kilauea, a floresta, a lava. O show da Polinésia, inesquecível. As ilhas são verdadeiramente exuberantes, não há palavras para descrever, é preciso ir, para sentir e ver as belezas naturais proporcionadas pelo vulcão. A própria natureza. Coisa de Deus! Mahalo! Um abraço. Márgara

    1. MauOscar says

      Margara

      O Havaí é fantástico né? Infelizmente não tivemos chance de conhecer a Big Island.. Espero voltar uma hora dessas
      Obrigado pela visita

      Abraço

  15. Fran Agnoletto says

    Babei nas fotos de vocês e fiquei morrendo de vontade de fazer esse passeio.

    Meu problema é que passo muito mal em barcos, e acabo não curtindo a vista. Acho que não vai rolar! Uma pena!

    Abraços,
    Francine, @ViagensqueSonhamos

    1. Oscar Risch - MauOscar Blog de Viagens says

      Francine

      Você então deveria fazer o passeio de helicóptero e se curtir caminhada pelo menos o inicio da trilha 😀

      Obrigado pela visita

  16. […] (depende da empresa). Na Holo Holo custa $129/adulto e $89/criança. O Blog Mauoscar fez o passeio: aqui. – de helicóptero: não é a forma mais barata, mas certamente a mais impressionante! Os […]

Leave A Reply

Your email address will not be published.