Dicas e Relatos de viagens ao redor do mundo

Berkshires durante o Fall Foliage

32

Durante nossa “Fall Foliage Road Trip” pela região da Nova Inglaterra, conhecemos a região dos Berkshires na porção noroeste do estado de Massachusetts. Localizada bem próximo à divida dos estados de Vermont e Nova York, os Berkshires são uma das principais atrações turísticas de férias de Massachusetts e foram, no nosso caso, a porta de entrada para uma para viagem de carro inesquecível. (talvez melhor já fizemos até hoje).

Outono no Berkshires em Massachusetts

Por estar situada num raio de pouco mais de 200 Km das cidades de Boston e Nova York, muitos dos visitantes que visitam os Berkshires, mantêm na região suas respectivas residências de férias. Além disso, o local é conhecido como um “getaway perfeito” de final de semana, o que faz com que seus famosos Bed and Breakfests lotem nos finais de semana e feriados prolongados ao longo de todo o ano (mas principalmente nos meados de Outubro no pico das cores de outono).

Estradinha secundária em Pittsfield

Por estar situado numa região repleta de morros, na continuação do Green Mountain de Vermont. Os Berkshires possuem uma densa cobertura vegetal com predominância de espécies caducifólias que garantem um belo espetáculo de cores durante o outono. Se isso só não bastasse, a região e composta por várias cidadezinhas super charmosas e aconchegantes, tais como: Lee, Lenox, Pittsfield, Stockbridge, Hancock, Williamstown, entre tantas outras que encontramos espelhadas não só nos Berkshires, mas por quase toda Nova Inglaterra.

Lee nos Berkshires

Como estávamos numa das porções mais meridionais de nosso roteiro, muitas das árvores ainda não estavam em seu pico de coloração outonal (A qual avança do norte para o sul e dos pontos de maior altitute para os pontos de menor altitute). Mesmo assim, o que vimos na região, já nos dava uma idéia do que ainda estaríamos por ver nos dias seguintes de nossa incursão pela região em pleno Outono da Nova Inglaterra.

Casinhas no centrinho de Lee

Na verdade, um pitstop nesta região, não estava digamos bem nos nossos planos. Até que a querida Lúcia Malla do Blog uma Malla pelo Mundo, respondeu à uma pergunta que fiz para ser lançada no perguntódramo do Viaje na Viagem e que acabou sendo transformada em um Post. Neste comentário ela relata que teve a oportunidade de conhecer a região num bate e volta de 1 dia a partir de Boston e disse que nesta época um bate e volta não é muito aconselhável não..E agora que estamos de volta, digo mais, se tivessemos mais tempo valeria ficar de 2 a 4 dias na região.

Rio de pedras roladas nos Berkshires em Massachusetts

Quando comecei de fato a desenhar nosso roteiro de viagem, pesquisei um pouco mais sobre o local e encontrei muitas coisas legais para conhecer na região e como estávamos indo de carro a partir de Delaware, a região acabou tornando-se um ponto de parada estratégico depois de 470 Km de viagem, passando pela Pennsylvannia, New Jersey e Nova York.

Celeiro em Arrowhead Farm

Os Berkshires foram batizados pelo então governador real para New Jersey e Massachusetts, Sir Francis Bernard. Uma homenagem ao seu condado de sua cidade (Reading) de origem na Inglaterra. A qual encontra-se à oeste de Londres.

Igreja no Berkshires

Em nossa rápida passagem pela região, concentramos nossa visita nas cidadezinhas de Lee e Lenox com uma passada rápida por Pittsfield. Como saímos de Delaware após o almoço, só chegamos à região no início da noite. Ficamos hospedados em Lee e por lá começamos, no dia seguinte, a explorar um pouco mais da região.

Igrejinha ao longo do Berkshire Trail 

Lee é uma simpática cidadezinha de quase 6.000 habitantes que foi batizada após a guerra de independência dos EUA com o nome do General Charles Lee, comandante revolucionário de origem britânica que lutou pela causa patriota (Yankee) no final do século XVIII, mas que não ficou tão famoso como seu colega George Washington.

Um dos muitos Bed and Breakfests dos Berkshires

A cidadezinha apresenta uma série de edifícios históricos, que mais parecem casas de boneca e muitos deles são dignos de atenção. Entre eles a principal Igreja da cidade – uma construção toda em madeira com uma torre de 150 metros de altura (a torre de igreja mais alta toda feita em madeira dos EUA) e que apresenta lá em cima um relógio feito por Seth Thomas (um, dos dois únicos do seu género feitos com este fim), pelo mesmo criador do icônico relógio da Grand Central Station de Nova York.

Igreja de Lee, cujo relógio foi feito pelo mesmo relojoeiro do relógio da Grand Central de NY

Durante o verão a cidade é considerada a meca cultural dos Berkshires, e sedia uma série de espetáculos de música, dança, teatro. Além e claro de vários museus e um diversificado comércio repleto de lojinhas e simpáticas boutiques. Para aqueles que pensam nos EUA mais como um destino de compras que um destino cultural, a boa notícia é que nos arredores da cidade existe um Premium Outlets.

No Outono o destaque fica por conta das árvores e as várias atividades de outdoor nos parques da região que oferecem várias trilhas para caminhada, entre elas a Apalachian Trail ou mesmo um simples passeio de carro pelas várias estradinhas rurais pelos arredores da cidade. Nesta época do ano, acontece também o Founders Weekend Celebration, que infelizmente perdemos por uma questão de 2 semanas.

Celeiro antigo ao longo da Route 20

Depois de tomarmos um café da manhã delicioso, com direito a pão recem saido do forno no CakeWalk Bakery em Lee e explorarmos um pouco do centrinho da cidade, seguimos em direção à Lenox.

Local super aconchegante para café da manhã em Lee

Pelo caminho ainda demos uma paradinha rápida no Laurel Lake, que nas primeiras horas da manhã estava lindo com o reflexo das cores das árvores em suas águas e uma nevoa surgindo no horizonte deixando o local com um aspecto misterioso, mas ao mesmo tempo extremamente fotogênico. Por ali, também encontramos várias pessoas pescando trutas e de quebra apreciando aquele visual todo.

Laurel Lake logo cedo no caminho para Lenox

Seguindo adiante pela US Route 20, chegamos à Lenox. Uma cidadezinha que consegue ser ainda menor que Lee. Com uma população de pouco mais de 5.000 habitantes, Lenox é especialmente famosa por suas mansões construídas no início do século XX na chamada Guilded Age. Nesta época Lenox era conhecida como  “Inland Newport” (em referência ao fato de muitas famílias ricas de Newport em Rhode Island terem na cidade uma mansão de férias).  Entre as várias mansões do Guilded Age encontradas em Lenox temos “The Mount”, uma mansão construída em 1902 que foi projetada juntamente com seu jardim pela célebre autora americana Edith Wharton.

Chegando à Lenox

Além de Edith Wharton, Lenox teve ao longo de sua história vários outros moradores célebres/ilustres como George Westinghouse (inventor e industrial), Nathaniel Hawthorne (autor de a letra escarlate), alguns membros da familia Vanderbilt (uma das famílias mais ricas que já existiram nos EUA) entre outros vários nomes.

“The Mount” A casa de edith Wharton nos Berkshires

Para finalizando nossa passagem pela região, antes de seguirmos em direção à Williamsburg, MA. Seguimos em direção à Pittsfield, onde visitamos Arrowhead Farm, residência onde Herman Melville escreveu alguns de seus maiores sucessos, entre eles Pierre, Benito Cereno, The Confidence Man e sua obra prima, Moby Dick.

Casa de Herman Melville em Pittsfield, Massachussets

Pelo caminho encontramos uma paisagem realmente inspiradora com direito à muitas colinas, fazendas e muita floresta. Fato que talvez explique um pouco da efervescência cultural dos Berkshires como casa de grandes nomes da pintura e literatura norte americana como Nathaniel Hawthorne, Herman Melville, Edith Wharton e Norman Rockwell, entre vários outros que viveram ou mesmo passaram uma temporada escrevendo ou pintando por lá. Obviamente nem tudo era só paisagem, afinal de contas, o local era o destino de férias queridinho mais abastados dos nordeste dos EUA, o que significa que rolava também muito dinheiro.

Manhã com neblina nos Berkshires

Passeios e atrações culturais interessantes para incluir em sua visita à região dos Berkshires:

Tanglewood: Internacionalmente famosa residência de verão da Orquestra simfônica de Boston

Chesterwood: Studio de trabalho e residencia de verão do escultor Daniel Chester French. Local onde a estátua de Abraham Lincoln do Lincoln Memorial de Washington DC foi criada.

Berkshires Scenic Railway Museum:  Museu ferroviário na estação de Lenox que oferece passeios cênicos em alguns dias do ano ao longo Housatonic River.

Hancock Shaker Village: Fazenda famosa por seu celeiro redondo de pedra

The Mount: Mansão e jardins da “guilded age” que pertenceu a Edith Wharton. Primeira escritora, novelista mulher a vencer um prêmio Pullitzer na história dos EUA.

Norman Rockwell Museum:  Maior coleção de ilustrações do célebre pintor Norman Rockwell.

Ventfort Hall: Museu Mansão contruída em 1893 por Sarah Morgan, irmã do banqueiro J.P Morgan e que é voltado justamente ao período da era dourada (Guilded Age) da região.

Arrowhead Farm: Entre 1850 e 1863, esta foi a residência oficial de Hermam Melville, um dos maiores nomes da literatura americana dos século XIX. O qual entre outras obras escreveu (no local) o Best Seller Moby Dick.

Casa do Autor de Moby Dick na Arrowhead Farm em Pittsfield

Passeios e atrações ao ar livre para incluir em sua visita à região dos Berkshires:

Appalacchian Trail: Uma das trilhas de Hiking mais famosas dos EUA, passam pela região e ligando Beartown State Forest e October Mountain State Forest

Monument Mountain: Trilha de cerca de 5.5 km (ida e volta) até o topo de um dos pontos mais altos da região e que oferece vista para o Housatonic River. O local era frequentado por autores famosos como William Cullen Bryant (o mesmo do Bryant Park de NY), Nathaniel Hawthorne e Hermam Melville.

Centrinho das cidades: Lee, Lenox, Pittsfield, Stockbridge, Hancock, Williamstown, são apenas algumas das muitas cidadezinhas da região cujo centrinho vale à pena dar uma volta.

*Destes visitamos apenas os centrinhos de Lee, Lenox e Pitsfield

Entrada para a trilha do Monument Mountain 

Passeios cênicos de carro para incluir em sua visita à região dos Berkshires:

Jacob’s Ladder Scenic Byway: Construída em 1910, a centenária US Route 20 foi a primeira estrada moderna, totalmente asfaltada a cruzar uma montanha nos EUA. Tem cerca de 55 km de extensão ligando Lee à Westfield.

Berkshire Trail: MA Route 9 ligando Dalton à Northampton passando por várias cidadezinhas e colinas com campos e florestas.

Mohawk Trail: Também chamada “First America’s tourist Highway”, a US Route 2 liga Williamstown à Greenfield com vistas que dizem ser espetaculares.

*Destes fizemos apenas a Berkhshire Trail.

 

Estrada Marginal da Berkshire Trail  interditada por queda de ponte em decorrência do furacão Irene.

Apenas a primeira de muitas surpresas que a passagem do furacão em Setembro reservaria para nossa viagem

 Veja também:

Mais fotos desta viagem em nossa página no facebook 

 Um dos únicos posts em portugues que encontrei falando sobre a região

Posts Relacionados:

 [FotoBlog] Pontes da Nova Inglaterra para o #FotodeViagem

  Resumo da Série com as atrações turísticas de Boston

 Salem, a capital mundial das Bruxas

 

Índice com todos os Posts do MauOscar

<= Clique na Logo

Siga o MauOscar.com também no:

32 Comments
  1. RenatoAlves says

    Puxa vida, que inveja (da boa). Eu sou apaixonado por Vermont e essas paisagens. Aqui na Flórida quase não vemos as mudanças das estações. Saímos do calor intenso direto para o frio e as árvores não têm muito tempo para descolorar e apresentar essa magnificência de cores. Os prédios daqui também não têm o charme dos que vi nas suas imagens. Parabéns pelo post, vou guardar, um dia quem sabe eu não vito esse lugar belíssimo? Mas terá de ser no Outono, com certeza!
    Abs

    1. MauOscar says

      Renato

      Essa viagem foi linda… Ainda devem vir muitos posts por ai..

      Obrigado pela visita..

      Abs

  2. carlos eduardo nascimento says

    Oscar. lugar maravilhoso. agora entendo o que queriam dizer que podemos nos realizar nos filhos e sobrinhos. adorei este post.

    1. MauOscar says

      Tio Du

      Seria muito legal se vocês viessem nos visitar um dia…

  3. Marli Silva Coelho says

    Oscar,parabens por mais este roteiro maravilhoso,com fotos espetaculares.

    1. MauOscar says

      Marli

      Obrigado pela visita e pelo comentário..

      As fotos bonitas mesmo ainda nem entraram neste post…

      Bjs

  4. Flora says

    Oscar,
    O que são estas fotos! Se já era um desejo antigo ir a esta região no outono, agora com este post foi parar lá em cima na minha lista de desejos. Vou aguardar anciosa os demais, quem sabe em 2012 eu não vou. Eu fui muito a Boston a trabalho, mas nunca nesta época. Num final de semana fiz uma roadtrip por esta região, mas era inverno e estava tudo branco.
    Abs

    1. MauOscar says

      Flora

      Essa viagem foi LINDA!!! Você vai ver nas fotos dos proximos Posts…

  5. Lucia Malla says

    Oscar… essa foto da neblina está simplesmente DEMAIS!!!! Lindo!!! Esse lugar é um desbunde no outono, né… Delícia total. Bjs!

    1. MauOscar says

      Lucia

      É verdade….
      Se estivessemos morando aqui no próximo outono, certamente fariamos esta viagem novamente…

      Bjs

  6. […] em nosso roteiro uma visita à “Flagship Store da Yankee Candle” em South Deerfield na região dos Berkshires na porção Oeste de Massachusetts. Foi ali, naquela cidadezinha de menos de 2.000 habitantes que a […]

  7. Lorena says

    As fotos estão lindas, parabéns!!!!! É tão gostoso poder sentir e ver as mudanças de estações!
    Curta bastante sua viagem

    1. MauOscar says

      Obrigado Lorena

      Volte sempre

  8. […]  Viajando de carro pelos Berkshires de Massachusetts no Fall Foliage […]

  9. Claudio says

    Rapaz, estou indo agora para a Nova Inglaterra no final de setembro, ficando até dia 13 de outubro e estou acompanhando seus posts sobre a região, mas tenho notado que eles estão cada vez mais escassos…. Você não irá postar nada sobre as “White Mountains” em New Hampshire? E sobre Newport em Rhode Island? Teremos mais fotos de Vermont? Abraço.

    1. MauOscar says

      Cláudio

      Na verdade todos estes posts ainda estão faltando.. Tenho uma listinha de mais de 100 posts atrasados que gostaria de um dia ainda poder escrever.. Porém ultimamente anda faltando tempo e até disposição para escrever sobre tudo o que gostaria. Como tenho o péssimo defeito de ser detalhista e querer caprichar no que faço o tempo muitas vezes o tempo não acaba sendo suficiente..
      Mas aos poucos vamos chegando lá, mesmo sem fazer o sucesso que outros blogs mais superficiais tem
      Quanto a Newport, infelizmente tive um problema com as minhas fotos de Rhode Island e Connecticut e acabei praticamente perdendo todas… Depois do ocorrido acho que dificilmente irei escrever..
      Bem de toda forma valeu pelo toque e vamos ver se nos próximos dias tento subir pelo menos alguma coisa de New Hampshire aqui no Blog..

      Grande Abraço
      Oscar

  10. Claudio says

    OK, estou aguardando então. Abraço!

  11. Btrack says

    Puxa, que passeio fantástico nos Berkshires vc fizeram… eu estou planejando minha “Fall Foliage Road Trip”, MauOscar, vcs ja ouviram falar da Blue Ridge Parkway em VA? Difícil escolher onde ver a fall foliage…

  12. Maíra S. says

    Oi Oscar,
    Tudo bem? Estou com minha viagem para a Nova Inglaterra mais ou menos estruturada, mas estou com dúvidas na região dos Berkshires. Como vocês, vou chegar a Lee de noite e pretendo acordar no outro dia e explorar a região. Pensei em visitar Lee, Lenox, Pittsfield, Mt Greylock e Williamstown, seguindo pela rodovia 7 e chegando em Bennington à noite. Mas pelo que entendi vocês seguiram para o norte pela interestadual 91. Você lembra como foi o roteiro de vocês? E onde dormiram na noite depois de Lee? Os hotéis em Bennington estão muito caros (vai ser sábado), ainda mais considerando essa alta do dólar…
    Obrigada!

    1. Oscar Risch - MauOscar Blog de Viagens says

      Maíra

      Isso mesmo!! Nós visitamos Lee, Lenox & Pittsfield e viajamos pela Rota 9 até a altura de Northampton e seguimos pela rota 10 que segue paralela a Interstate 91 até South Deerfield onde visitamos a fábrica da Yankee Canddle e continuamos em direção a Brattelboro pela Rt 5…
      Eu tenho esse mapinha que fiz na época do planejamento que talvez possa ajudar => http://goo.gl/maps/sjZBw

      Fizemos essa volta por causa da visita a Yankee Candle, caso contrário teríamos ido pelo caminho que você esta pensando em fazer

      Abs

      1. Maíra S. says

        Oi Oscar, eu vi o post da Yankee Candle, a loja parece ser incrível mesmo, apesar de eu não conhecer a marca. Quer dizer que vocês foram de Lee até Rutland no mesmo dia? E no caminho deu para ver bastante da Green Mountain? Uma outra ideia de itinerário seria subir até Williamstown, depois fazer a Mohawk Trail até Greenfield e de lá pernoitar em Brattleboro. Mas é difícil calcular o tempo e saber o que vamos encontrar pelo caminho, né? Muito obrigada pelas dicas e pela paciência em responder tantas dúvidas!

        1. Oscar Risch - MauOscar Blog de Viagens says

          Oi Maíra.. Pois é, é meio complicado saber o que você vai encontrar e curtir pelo caminho.. Uma dica para fazer o dia render é sempre tentar acordar cedo.. Embora seja época de férias (dormir a gente dorme em casa não é mesmo) Mas acordar cedo tem lá suas vantagens.. Olhe a 4 e 8 foto de baixo para cima neste post. Sim nós fizemos esse trajeto num dia.. Eu curto viagem de carro e adoro dirigir, então não me incomodo com deslocamentos diários de até uns 300 Km
          Bem nós acabamos ficando hospedados em Mendon, VT (visto que encontramos um lugar legal e mais barato que em Rutland)
          Quanto as Green Mountains nós vimos aquilo que vimos ao longo da estrada.. Quando no mapa havia um lago não meuito longe de nossa rota, fazíamos questão de dar uma desviada até ele.. Até porque a floresta em sí é muito parecida ao longo de toda viagem, um lago é que faz a diferença nas fotos

          Abs

  13. Maíra S. says

    Oi Oscar,
    Voltei essa semana da viagem pela Nova Inglaterra e adorei!! Foram duas semanas visitando os seis estados de carro, depois alguns dias em Boston e mais alguns em NY. A região realmente é linda, as cidadezinhas super charmosas e a natureza exuberante. Apesar de todo o cálculo e planejamento, quando cheguei o pico das folhas vermelhas já havia passado e as árvores estavam começando a ficar peladas, mas ainda com bastante folhas amarelas. Disseram-me que esse ano o pico foi mais cedo. Eu, que sou um pouco “control freak”, aproveitei para relembrar que não se pode planejar tudo em uma viagem. Mesmo assim o visual foi cativante. Recomendaria essa rota em outras épocas do ano, imagino que a primavera deva ser linda também. Achei Boston encantadora, com a mistura do histórico e do moderno e pegamos o feriado de Columbus lá, com tempo bom, e deu para ver como os habitantes adoram suas praças e parques. Um fato inesperado ficou por conta do nosso quarto de hotel, que tinha vista direta para as arquibancadas do Fenway Park em pleno dia de jogo importante dos Red Socks. Apesar de eu não entender nada do esporte, foi emocionante assistir ao jogo na TV e ouvir os gritos da torcida pela janela! Fora a organização ao redor do estádio antes e depois do jogo, coisa absolutamente inédita no Brasil.

    Segui várias das suas dicas. Adorei a fábrica da Ben & Jerry’s e o clima de adoração que o pessoal tem pela marca. O lugar estava lotado em pleno dia de semana em baixa temporada! Não fui até a loja principal da Yankee Candle, que estava fora da nossa rota, mas conheci a marca em outras cidades e fiquei encantada! Vela com sabor de peru assando no forno, sério? Os farois do Maine só achei com os endereços que você havia postado. Meu guia só os mencionava por cima (com exceção do Portland Head Light) e achei que as cidades não fazem muita questão que os turistas os encontrem. Em Boston, então, andei com o seu post impresso. Comi um lobster roll no the Barking Crab (num dia de semana à noite, quase vazio, completamente diferente de quando você foi), fiquei atenta na Freedom Trail para não perder o Mike’s Pastry (sim, viagem para mim tem um forte viés gastronômico ;-), subi no Skywalk, usei o barco baratinho no fim da trilha. Enfim… Obrigada por todas as dicas e pela paciência em responder todas as minhas perguntas com a máxima atenção. Vou ficar de olho no MauOscar para planejar a próxima viagem!

    1. Oscar Risch - MauOscar Blog de Viagens says

      Maíra

      Poxa que pena que esse ano o Foliage teve pico mais cedo..O clima do nosso planeta está cada vez mais maluco. Fico contente em saber que algumas de nossas dicas fizeram a sua viagem ser ainda mais inesquecível.
      Espero você em outros posts aqui no Blog
      Abs

  14. LUCIANA says

    Oi Oscar, é a Luciana, tudo bem? Já nos falamos muitas vezes, principalmente nos posts de New Hampshire. É que a minha viagem para a região vai sair- mais especificamente eu e meu marido vamos dia 26/09/2014 e voltamos no dia 17/10. Vou conhecer essa região também de MA.

    Oscar me diz uma coisa: para estacionar nessas cidadezinhas, como LEE, LENOX, STOCKBRIDGE e outras da região, tem que pagar o estacionamento na rua? Tem tipo parquimetro?

    Obrigada.

    Abraço Luciana

    1. Oscar Risch - MauOscar Blog de Viagens says

      Oi Luciana, tudo jóia e você? Sim alguns lugares mais na área central da cidade tem parquímetro (tenha sempre moedas de 25 centavos com você). Estou participando de um concurso que como premio vai levar alguns blogs para a índia. A votação acaba amanhã dia 15.01.. Agradeço se você puder votar em mim no link => http://keralablogexpress.com/user/single_participant/6160

      Abs

      1. LUCIANA says

        OI Oscar, muito obrigada.

        Vou votar sim.

        Abraço Lu

        1. Oscar Risch - MauOscar Blog de Viagens says

          Obrigado Luciana 😀

          1. Verônica says

            Oiii. Conhecendo seu blog agora. Parabéns. Mto bom. Estarei em NY e gostaria de vislumbrar a FOliage. Poderia ir la em 15 de setembro, seria uma boa idéia? Abraços

  15. […] O MauOscar postou fotos muito bacanas do outono nos Berkshires, interior de Massachusetts. Estive lá em 2001 (era pré-blog) e, apesar do engarrafamento monstro, […]

  16. […] quais rotas percorrer. Após muitas leituras e pesquisas (recomendamos o site Yankee Foliage e o Blog MauOscar), chegamos a três estradas mais procuradas para quem quer se deslumbrar com a mudança das cores […]

  17. Danielle says

    Oi Oscar,
    estou pensando em visitar Boston nas minhas férias de meados de outubro e nas minhas buscas dei a sorte de encontrar no seu site, adorei!!! Parabéns pelo conteúdo, foi o melhor site que encontrei explicando direitinho o roteiro sobre a nova Inglaterra, que parece ser lindo, mas infelizmente não terei tempo suficiente para fazer.
    Por favor, estou com uma dúvida…
    como ficarei apenas oito dias em Boston e li que são recomendados 3 dias para conhecer a cidade, gostaria de saber o que vc recomendaria nas cidadezinhas ao redor. Li que dá para visitar Salém de ônibus em um dia. Mesmo assim, sobrariam 4 dias…
    podemos alugar um carro para esses quatro dias, vc possui alguma sugestão?
    será que eu ainda consigo ver o fall foliage?

    Obrigada.

    Abraços,
    Danielle

Leave A Reply

Your email address will not be published.