Dicas e Relatos de viagens ao redor do mundo

Mammoth Lakes and Mountain – Muito além dos Esportes de Inverno

20

Continuando a série de Posts sobre nossa viagem para a Califórnia. Este Post apresenta um lugar relativamente pouco conhecido para nós Brasileiros, e que nós acabamos descobrindo bem por acaso.

Vista para o Twin Lakes em Mammoth Lakes – Califórnia

Quando decidimos que viajaríamos para a Califórnia e inserimos o parque Nacional de Yosemite em nosso roteiro não tinhamos idéia de quão difícil e caro seria para ficar hospedado no Ahwahnee Hotel, uma das poucas opções de hospedagem localizado dentro dos limites do Parque Nacional de Yosemite, mais especificamente no Yosemite Valley.

Hospedagem BBB fora de alta temporada de esqui para Yosemite 

Apesar de planejar a viagem para a Califórnia com pouco mais de 4 meses de antecedência o hotel já estava completamente lotado desde meados de julho até início de setembro. Se isso só não bastasse a diária mais barata não saia (se disponível por menos de 450 USD).

Recepção do Village Lodge

A solução encontrada então, era utilizar uma das outras opções disponíveis para hospedagem dentro do parque, estas por sua vez também tinham datas bastante limitadas, ou procurar alguma coisa fora dele. Foi aí que, pesquisando no site que geralmente fazemos nossas reservas de hotel, que descobrimos o The Village Lodge em Mammoth Lakes.

The Village Lodge em Mammoth Lakes, Califórnia

Até então nunca sequer havia ouvido falar sobre este local, mas pesquisando na Internet descobrimos que trata-se de uma das estações de esqui mais badaladas da Califórnia e que fora da alta temporada de inverno oferece uma excelente opção de hospedagem por um preço bastante convidativo. Único porém, do Yosemite Valley até Mammoth Lakes onde esta localizado este Lodge são 100 Km de viagem.

Mammoth Mountain – 1 das Estações de Esqui mais badaladas dos EUA

Apesar da distância, tenho que dizer que não nos arrependemos um só minuto. O caminho através da Tioga Pass Roadé belissimo, passamos por paisagens maravilhosas de tirar o folego dentro do Parque Nacional de Yosemite e depois na Floresta Nacional de Inyo. Entre os locais que fizemos algumas paradas “técnicas”e que acabaram virando post próprios aqui no blog temos: Olmsted Point, Tenaya Lake e Tuolumne Meadows.

Village em Mammoth Lakes

Quando finalmente chegamos em Mammoth Lakes, já começava a anoitecer. Mas ao chegarmos ao Lodge tivemos certeza que havíamos feito uma boa escolha. Fizemos nosso check-inn, estacionamos nosso carro na garagem subterrânea do Village e ao chegar ao quarto descobrimos que se tratava de um apartamento com direito a uma salinha de estar com lareira (que infelizmente não chegamos a usar) e uma cozinha completa. Tudo isso por um terço do valor que pagariamos em Yosemite para algo de padrão inferior.

The Village Lodge

Saímos para jantar e como estavamos cansados do dia intenso de atividades, acabamos pegando uma pizza numa pizzaria perto dali mesmo. No dia seguinte tomamos café da manhã numa cafeteria na parte comercial do Village. Um delicioso Bagel quente com cream cheese e ervas que tenho saudades só de pensar.

Bagel no Café da manhã

Depois disso saímos para explorar a região, embora os planos iniciais fossem voltar em direção ao Yosemite National Park, logo que começamos a explorar a região mudamos quase que imediatamente de planos.

Começando a Explorar a região Mammoth Lakes

De fato estávamos numa Floresta Nacional que apesar de não tão famosa quanto seu vizinho Yosemite tem paisagens que não deixam nem um pouco a desejar.

Twin Lakes

Inicialmente visitamos a região dos lagos. Um conjunto de algumas dezenas de lagos de origem glacial/vulcânica, dos quais 8 deles são facilmente acessíveis de carro. O primeiro dentre os que visitamos foi o Twin Lakes, como o nome já sugere trata-se de dois lagos separados por uma ponte de madeira com aguas cristalinas e muito geladas.

Twin Lakes

Estacionamos o carro e aproveitamos para dar uma caminhada e tirar algumas fotos do local. Para nossa surpresa descobrimos que estes dois lagos na verdade é formado por uma cachoeira de quase 100 metros de altura e que recebe águas de outro lago um pouco mais acima, o lago Mamie.

Cachoeira do Lago Mamie no Twin Lakes

Fomos caminhando pelas margens do lago até a base desta cachoeira cercada por florestas e com montanhas ao fundo. Uma paisagem realmente muito bonita embalada pelo som da natureza.

Florestas Montanhas e Lagos na Califórnia

Achei bem interessante que toda esta região do entorno do Twin Lakes é na verdade um grande camping. Para acampar ali você precisa de uma licensa especial, mesmo não tendo muita experiência e não sendo lá muito fã neste tipo de coisa, confesso que fiquei com vontade de acampar num lugar assim um dia.

Área de Camping entorno Mamoth Lakes

Outra coisa que logo chamou atenção foi ver algumas pessoas pescando trutas no lago. Neste lago utilizando pequenas embarcações. Ficamos apreciando a paisagem, os sons e a natureza do local por algum tempo e depois voltamos em direção ao nosso carro.

Lago no Leste da Califórnia

Seguimos então em direção ao Horseshoe Lake, ou lago da ferradura. O qual apesar de receber este nome nada lembra o formato de uma ferradura. Neste local além da água ser de um azul/verde esmeralda profundos, o que realmente chama a atenção são as árvores mortas, principalmente numa das encostas na beira do lago.

Horseshoe Lake

A razão para isto é que toda esta região onde hoje encontramos estes lagos foi formada na verdade sobre a cratera de um vulcão que teve sua última grande erupção há mais de 760.000 anos atrás. A última vez que o vulcão explodiu e expeliu lava foi a 50.000 anos atrás, o que faz com que ele seja considerado praticamente extinto.

Efeito atividade vulcânica na vegetação

Porém o substancial aumento das atividades vulcânicas nas profundezas da região nos últimos 15 anos tem liberado uma série de gases os quais tem matado lentamente a vegetação nesta parte limitada do terreno onde se encontra esta “falha vulcânica”. Em outras palavras uma fratura/respiro por onde os gases podem ser liberados na atmosfera.

Floresta Morta por alta concentração de CO2 no solo

Tanto que em todo o entorno deste lago é proibido se escavar, acampar, tomar sol e até mesmo não se aconselha a visitar o local em dias de calmaria uma vez que os gases se acumulam, mais densos que o ar se acumulam e atingem concentrações que podem ser tóxicas. Ainda recomenda-se não entrar com crianças e animais na área devido as altas concentrações de Dióxido de Carbono (CO2).

Lago Horseshoe – Permanencia no local por longos periodos de tempo

 pode ser perigosa, principalmente para animais e crianças

Enfim é uma experiência diferente, ao mesmo tempo um pouco assustadora. Mas uma coisa é fato, o ar ali no entorno do lago parecia mais difícil de se respirar.Talvez efeito pscológico, mas ainda assim o visual do local com as montanhas ao fundo e as árvores tanto mortas quanto vivas fazem uma visitinha no local valer a pena.

Floresta asfixiada por CO2

Voltando pela mesma estradinha que viemos fizemos uma parada no Mamie Lake, o lago que fornece a água para a cachoeira que vimos do Twin Lakes. Lá depois de menos de 2 minutos de caminhada estávamos no alto da cachoeira. De onde podemos observar uma vista fenomenal de um belo vale e de onde enxergarmos até mesmo o fundo dos lagos gêmeos (Twin Lakes).

Vista do Twin Lakes do alto da Cachoeira do Mamie Lake

Caminhamos até o lago Mamie propriamente dito, do outro lado da estrada. O lago estava cheio de gente pescando truta, tanto em suas margens como utilizando uma bóia especial, com uma calça de Neoprene e pés de pato espalhados por todo o lago.

Pesca de truta com Bóia inflável

Ali na margem conversamos rapidamente com um senhor que naquela hora deu sorte e fisgou uma truta. E nisso podemos acompanhar tudo. Caminhamos um pouco na beira do lago que como os outros tem um lindo visual e de repente vejo uma família de patos na água, bem próximos à margem. Aproximei-me deles para tirar algumas fotos.

Família de Patos no lago Mamie

Depois disso, seguimos ao maior de todos os lagos, o Lake Mary. Por sinal o mais “feinho” de todos. Ao seu redor existem também diversas áreas designadas para o camping e dali saem as principais trilhas que levam para pelo menos uma dezenas de outros lindissimos lagos de origem glacial. Como o Emerald Lake, o Lake George, o Crystal Lake entre vários outros que não chegamos a visitar.

Lago Mary

Passamos ainda pela entrada da Mina de Ouro de Mammoth, a qual atraiu os primeiros desbravadores para a região. Interessante observar que ao contrário de quase todo o restante do relevo que é composto por uma rocha acinzentada a montanha onde esta esta antiga mina de ouro é cor de ferrugem e por isso recebe o nome de Red Mountain.

Entrada Mina de Ouro na Califórnia

No início da tarde voltamos em direção à Mammoth Lakes e acabamos almoçando num Mc Donalds na rua principal da cidadezinha mesmo.

Mammoth Lakes uma alternativa de hospedagem durante o verão de Yosemite

Dali seguimos até a sede da Floresta Nacional de Inyo, onde além de informações existem exposições de educação ambiental, uma loja de souvenirs e algumas mostras sobre o local feitas pelo Serviço Florestal dos EUA.

Serviço Florestal EUA

Aproveitei para tirar algumas fotos com o Urso Smokey, o mascote do combate ao fogo do serviço florestal americano.

Smokey Bear -Mascote do programa de prevenção de Incêndios Florestais

Na parte da tarde fomos então conhecer o Convict Lake, que recebe este nome graças a um incidente ocorrido em 1871, quando um bando, liderado pelo xerife Robert Morrison, encontrou um grupo de presos fugitivos da prisão de Carson City na beira deste lago na cabeceira do que é hoje o Convict Creek. Morrison foi morto no confronto, os presos conseguiram fugir, mas o lago ficou então conhecido como o lago dos condenados (Convict Lake) e a montanha mais alta do seu entorno, o Monte Morrison foi nomeado em homenagem ao xerife.

Convict Lake na Sierra Nevada

Hoje o local é bastante procurado para acampamento e pesca. Tanto que devido à alta demanda de pesca no lago, ele é abastecido uma vez por semana durante o verão com trutas, fornecidas por incubadoras nas proximidades e subvencionadas pelo serviço florestal.

Truta

Me chamou atenção no local que existe um local especialmente designado para cadeirantes poderem pescar às margens do lago. Pescando ou não a paisagem do local é também de tirar o fôlego, como quase tudo o que vemos nesta parte da Califórnia.

Crianças pescando no Convict Lake

Infelizmente o tempo não estava completamente azul, mesmo assim cor da água oriunda do degelo da neve das montanhas da Sierra Nevada proporcionaram-nos um espetáculo de beleza único.

Lago de Degelo Califórnia

Aproveitando os dias longos desta época do ano, seguimos de volta em direção ao nosso Hotel e subimos de carro em direção a Mammoth Mountains, que por razões óbvias estava totalmente sem neve. Mesmo assim podemos observar a gigantesca infraestrutura para o tempo que a neve chega e transforma totalmente o local num dos mais procurados destinos de inverno da califórnia.

Mammoth Mountain no Verão

Durante os meses que o local não tem neve o local é então utilizado para a prática do Mountain Bike e Hiking.

Floresta de Pinus Ponderosa

No finalzinho do dia ainda podemos conhecer 1 das 2 atrações geológicas de destaque em Mammoth Mountains. Uma delas é a enorme falha geológica que se extende por cerca de 4 kilômetros numa das encostas da montanha. E que em muitos casos não conseguimos enxergar até onde vai para dentro da terra.

Falha Geológica

A Segunda delas o Devils Postpile National Monument, uma formação basáltica peculiar em que as colunas de basalto são quase que perfeitamente hexagonais, semelhante ao que acontece no Giant Causeway na Irlanda. Esta atração está localizada dentro da floresta Nacional de Inyo e que no passado já fez parte de Yosemite, infelizmente não pudemos conhecer pois haviamos perdido o último shuttle bus por cerca de 15 minutos.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=hhsXcGafJYY]

Video do Youtube com Imagens do Devils PostPile

Por volta das 19:30 estávamos de volta ao nosso Lodge, aproveitamos a jacuzzi quente do lado da piscina e depois jantamos num restaurante mexicano muito bom no Village.

Comida Mexicana no Gomezs

Antes de voltarmos para o quarto “podres”do dia intenso de atividades ainda ficamos sentados por um tempinho numa das fogueiras espalhadas pelo lado de fora do Village.

Fogueira Califórnia

Endereço:

Mammoth Lakes – The Village Lodge

1111 Forest Trail 
Mammoth Lakes, CA 93546

Posts Relacionados:

 Tioga Pass – Explorando o Yosemite

 Tenaya Lake – Explorando o Yosemite

 Olmsted Point – Explorando o Yosemite

 Tuolumne Meadows – Explorando o Yosemite National Park

 Explorando o Yosemite Valley

 Yosemite e o Fogo

 Indo do Napa Valley ao Parque Nacional de Yosemite

Índice com todos os Posts do MauOscar

<= Clique na Logo

Siga o MauOscar.com também no:

 

20 Comments
  1. […] This post was mentioned on Twitter by Patricia Camargo, MauOscar. MauOscar said: Mammoth Lakes and Mountain – Muito além dos Esportes de Inverno #MauOscar #Yosemite #California #Viagem => http://500s.tv/QuxbB #outros500 […]

  2. Lúcia Klem says

    Amei o post, bateu uma saudade e uma vontade de partir pra lá agora mesmo.
    Eu também conheci ML por um acaso, planejei nossas férias de 2008 pela Califórnia/Nevada/Arizona e li que a entrada de Yosemite (Tioga Pass) era belíssima, então pernoitamos lá depois de cruzar o deserto da Califórnia pelo Death Valley. Gostamos tanto que certamente voltaremos em breve.
    Aliás a Califórnia é encantadora 🙂
    Um pouco mais sobre nossa viagem aqui http://hsvieira.wordpress.com/2008/10/page/5/
    Bjos,
    Lúcia Klem

    1. Mauoscar says

      Lúcia
      Nós também acabamos indo parar em ML por acaso.. E também voltaria sem pensar duas vezes..
      Gostaria de ter mais tempo e seguir em direção a Las Vegas passando pelo Death Valley.. Mas isso vai ficar para uma próxima oportunidade..
      Eu também Amei a Califórnia e esta foi sem dúvida uma das melhores viagens que já fizemos na vida!!!
      Bjos

      Oscar

  3. […] último dia na região do Parque Nacional de Yosemite na Califórnia, saímos cedinho da região de Mammoth Lakes e seguimos pela Tioga Pass Road em direção ao Yosemite Valley. Depois de cerca de 2 horas e meia […]

  4. Angie says

    Liiiiiiiiiinda a vista do Twin Lakes do alto da Cachoeira do Mamie Lake!!! Essa viagem de vocês foi muito show!
    Beijos, Angie
    P.S. Que fofo o Smokey 😀

  5. Carolina Fenner says

    Oscar, preciso muitoooooo falar com vc e tirar algumas dúvidas sobre uns passeios que pretendo fazer agora em setembro na Califórnia. Te add no gtalk. Se possível, me responda por e-mail…. OBRIGADAAAAAAA

    1. MauOscar says

      Carol

      Peco para você fazer suas perguntas diretamente na caixa de comentários aqui do Blog.. Visto que suas duvidas muitas vezes podem ser duvidas de outras pessoas assim estarei tentando nao só ajudar voce assim como as outras pessoas que chegam por aqui

      Abraço
      Oscar

  6. Sidney Pellegrini says

    Eu tenho um ponto de vista diferente do seu. Você deixou de se hospedar dentro do Yosemite (que era até então o que você queria ver) porque achou a diária de hotel cara. Para resolver o problema você ficou hospedado a 100km do parque… não levando em conta que o tempo é dinheiro, principalmente em viagens internacionais. Teria sido preferível hospedar-se dentro do parque pagando uma diária cara, ficando menos tempo no local. Esse raciocínio aplico para lugares remotos como parques nacionais. Não é válido, por exemplo, para os parques da Disney em Miami. Lá sim, você hospeda-se fora do parque pagando 70 a 80% menos e não gastando muito tempo com deslocamento e filas de entrada. Obrigado pelo post!

    1. MauOscar says

      Sydney

      Entendo seu ponto de visto e o respeito. O dinheiro é seu e você pode fazer dele o que bem entender….
      O único problema é que pagar uma diária abusiva quase 4 x o que pagamos para ficar num dos melhores Resorts de Ski da Califórnia vai totalmente contra nossos princípios..Os cerca de 100 km que separam o Yosemite Valley de Mammoth Lakes podem parecer de fato longe, mas graças a esta escolha, acabamos explorando uma série de lugares desertos que não teríamos a chance de ter conhecido se tivéssemos ficado no congestionado Yosemite Valley onde a grande maioria dos turistas preferem ficar(o lugar é lindíssimo e tem que ser visitado, mas o numero de pessoas visitando o lugar é absurdo e quando penso em PNs penso em lugares com poucas pessoas e muita natureza ter explorado lugares mais remotos foi incrivel).
      Em muitos casos não existe a possibilidade de escapar dos preços abusivos. Principalmente quando decidimos fazer a viagem com relativamente pouco tempo de antecedência. Mas podendo, não pensamos 2 vezes.. Ainda mais numa região como esta que não tem paisagem feia.

      Abraço

  7. Flavio says

    Ola, estou indo em setembro para Yosemite, partindo de Las Vegas e passando pelo VAle da morte. Minha duvida e entre dormir em Mammoth Lake ou Fresno, para no dia seguinte chegar em Yosemite. Ou seja, dormirei uma noite proximo a Yosemite e no dia seguinte visitarei o Parque, mas seguirei viagem para San Francisco ou Sacramento no mesmo dia. Daria tempo de visitar tranquilamente o Valley, entrando pela Tioga Road? Grato

    1. MauOscar says

      Flavio

      Acho que Mammoth Lakes é uma opção muito mais interessante e mais curta que Fresno.. Mas tenha em mente que 1 dia em Yosemite não dá para ver muita coisa.. Se for via Mammoth Lakes acho que voce consegue visitar Tuolmne Meawdows, Olmsted Point e Yosemite Valley (principal atração) com um pulo até o Tunnel View Point.. Como os dias já estão mais curtos em Setembro acho que provavelmente seja dificil você conseguir visitar Mariposa Grove, ainda mais se você estiver indo para Sacramento que fica do outro lado

      Abraço

      1. Flavio says

        Obrigado pela rapida resposta! Vou seguir seu conselho e planejar via Mammoth Lake mesmo!
        No mais, parabens pelo blog, ajuda bastante a planejar a viagem! Abracos

        1. MauOscar says

          Flávio

          Você não irá se arrepender da escolha.. Mammoth Lakes é famosa pela estação de esqui, mas fora da alta temporada além de preços mais convidativos o visual da região é incrível.. Abraço.. Precisando alguma coisa é só aparecer por aí..

          Abraço e uma ótima viagem

  8. IGOR DAMASCENO E SOUSA says

    Bom dia…
    Estou com uma dúvida sobre a viagem que estou organizando entre os dias 22 de Novembro e 07 de dezembro.
    Seguinte, depois de viajarmos por san francisco, los angeles e finalmente las vegas decidimos voltar de vegas para san francisco de carro. Porém, lendo blogs sobre estações de esqui na califórnia me bateu vontade de visitar alguma..
    A questão é, qual?
    Mammoth é muito bacana, assim como Tahoe, mas tem o problema das estradas que fecham durante o inverno. Então gostaria de saber o que me indica, se passamos por Mammoth e ficamos uma noite depois voltamos pela estrada até praticamente tahoe para depois descermos para san francisco, ou, se vamos direto de vegas para Tahoe aproveitamos a neve e depois voltamos a san francisco, e aí qual a sua sugestão?

    Desde já agradeço a atenção….

    1. MauOscar says

      Igor

      Ao meu ver você de uma forma ou outra passará por Mammoth Lakes, eu pararia, afinal de contas alí você está nas “costas” do Yosemite National Park e além disso a estação de esqui dali é considerada uma das melhores de toda a Califórnia

      Abraço

  9. Fatima says

    Vou fazer uma viagem muito parecida com a do Flávio em julho. Depois de ler vários depoimentos aqui, já decidi dormir em Mammoth Lakes. O meu roteiro será: Las Vegas-Death Valley-Mammoth Lakes-Yosemite-San Francisco. Você acha que se eu sair bem cedo de Las Vegas, consigo fazer o Death Valley e dormir em Mammoth Lakes? Fica puxado? Em relação ao Death Valley, é tranquilo irmos de carro por conta própria (eu, meu marido e filho de 13 anos)?
    Obrigada, Fátima.

    1. Lúcia Klem says

      Oi Fátima, desculpe me meter na conversa, mas é que fiz EXATAMENTE isso em 2008. Saímos de Vegas bem cedinho, fizemos o Death Valley e chegamos em Mammoth Lakes por volta das 21h. Espero ter ajudado, abraços, Lúcia Klem.

      1. Flavio Freire says

        Ola Fatima, foi exatamente o que fiz, sai cedo de Vegas, passei no Death Valley e fui dormir em Mamoth Lakes. Da tempo sim…As estradas sao boas e com pouco movimento. Para nao perder muito tempo, leve lanches e bebidas para nao precisar parar para almocar, pois nao ha muitas opcoes pelo horario. Fiz a viagem em setembro, voce devera pegar o Death Valley mais quente, por ser julho, mas da paara suportar sim! Boa viagem! Flavio

    2. Oscar Risch - MauOscar Blog de Viagens says

      Fatima

      Sua pergunta já foi respondida por outros leitores daqui do blog. A única coisa que vale lembrar é que como é verão leve bastante liquido com vocês para qualquer eventualidade, um pouco de comida e cuidado com o tanque de gasolina.. Pois um trecho bastante longo de estrada não deve ter nada pelo caminho.. Boa Viagem

    3. Lúcia Klem says

      Verdade Fátima, não esqueça de levar muita água, para vocês e para o carro também. O death valley é muito quente. Atenção para o tanque de gasolina.

Leave A Reply

Your email address will not be published.