Dicas e Relatos de viagens ao redor do mundo

Conhecendo o Amish Country na Pennsylvania

36

No último final de semana de Julho, pegamos o carro e seguimos em direção ao Amish Country em Lancaster no Estado da Pennsylvania aqui nos EUA. Daqui de Delaware até lá foram cerca de 90 minutos de viagem, através de florestas e muitas fazendas.

Paisagem Amish no caminho para Lancaster

Na verdade até bem pouco tempo atrás nunca havíamos ouvido falar desta região. A única relação que faziamos com o local era com um Outlet, da rede Tanger de Outlets, que tem uma filial em Rehoboth Beach aqui em Delaware.   Mas as coisas começaram a mudar a partir do momento que fomos até a cidade de Hershey também na Pennsylvania, onde se encontra a maior fábrica de chocolate dos EUA. Naquela viagem podemos curtir a belíssima paisagem rural pelo caminho, com uma enorme quantidade de ranchos e celeiros cercados por muitos campos de trigo, aveia e cevada.  E o milho sendo plantado para a colheita de outono.

 

Fazenda Amish com uma tradicional Carroça

Uma das coisas que logo nos chamaram a atenção foram as várias carroças e placas avisando o trânsito das mesmas que encontramos ao longo do caminho. Além disso outra coisa que aguçou nossa curiosidade foi ver este pessoal vestido de uma forma totalmente diferente daquela que estamos acostumados.  Mas seguimos adiante sem entender ao certo do que se tratava. Porém durante a visita à Hershey, descobrimos que nesta região vive uma das maiores comunidades Amish dos EUA.

Buggy como são chamadas as Carroças

Amish, para quem nunca ouviu falar ou como nós que ja ouviu mas vagamente, é um grupo religioso cristão anabatista conhecido por seus costumes extremamente conservadores. Anabatista por sua vez significa que esse grupo rejeita o conceito de batismo de crianças por acreditar que esse sacramento deve ser limitado àqueles indivíduos com idade e maturidade suficiente para um sincero compromisso com os deveres religiosos.

Meninos da Comunidade Amish em Bird in the Hands

Mas de onde veio este nome? O nome Amish por sua vez é derivado de Jacob Amman, um religioso menonita do século XVII que se separou daquela igreja e seguiu um caminho ainda mais ortodoxo de interpretação da Bíblia. Quando ainda viviam na Europa, esse grupo foi perseguido em função de suas crenças religiosas e, assim, no início do século XVIII, os primeiros Amish emigraram para os Estados Unidos e se instalaram principalmente nos estados da Pennsylvania e Ohio. Hoje, estima-se que existam mais de 200 mil Amish vivendo nos EUA e Canadá.

Distribuição das Comunidades Amish nos EUA

É no mínimo esquisito pensar que estamos nos Estados Unidos em pleno século XXI, a poucas horas de carro de Nova York e Washington que, exista uma comunidade rural de mais de 45 mil pessoas com hábitos e costumes tão conservadores, como por exemplo o uso restrito da tecnologia, como eletricidade, telefones e carros. Ou seja, esta comunidade mantém um estilo de vida semelhante àquele que viviam no século XVIII.

Meio de Transporte usado pelos Amish

Nossa primeira parada foi o mercado de Lancaster, por sinal o “farmers-market” mais antigo dos EUA, o qual merece um Post à parte (Veja aqui). Ali quase ao lado deste histórico mercado, fica o Museu Amish de Lancaster que explica um pouco mais sobre esta comunidade tão singular que até hojé foi capaz de manter um estilo de vida do século XVIII em pleno século XXI, o que cá entre nós é incrível!

Lancaster Central Market – o “Farmers Market”mais antigo dos EUA

No andar térreo deste museu fica um centro de visitantes com uma enorme quantidade de folders de passeios e restaurantes pela região. Obviamente muita coisa para pegar turista, mas a melhor coisa a fazer é conversar com uma das senhoras que ali trabalha para pegar aquelas dicas “mais quentes”, e foi o que fizemos.

Museu Amish no centro de Lancaster

Ainda aproveitamos para conhecer um pouco do museu e desta forma entender um pouco mais sobre a história e o estilo de vida dos Amish, que para minha surpresa são descendentes de algumas centenas de alemães e suíços que emigraram para os Estados Unidos e o Canadá, sendo que a grande maioria ainda fala alemão, na verdade fala um dialeto alemão conhecido como “Pennsylvania Dutch” ou “Pennsylvania German” (alemão da Pennsylvania).

Região de Origem dos Amish na Europa

Outra coisa que nos chamou bastante atenção foi o fato da educação das crianças em  escolas amish, claro, já que, seguindo mais uma vez a tradição, elas não podem frequentar escolas regulares.

Paisagem no Condado de Lancaster na Pennsylvania

A educação para elas significa aprender não mais que o necessário para ingressar na vida adulta, na prática, o básico das línguas inglesa e alemã, religião e matemática suficiente para ajudar no comércio, tudo condensado em oito anos. Nenhum membro da comunidade completa os estudos ou vai para a universidade. Em 1972 uma decisão da Suprema Corte Americana permitiu que as crianças amish, diferentemente do restante da população do país, interrompam o estudo antes de 16 anos sem qualquer punição.

Família Amish em sua carroça em um sábado à tarde

Homens e mulheres começam a trabalham desde cedo na agricultura e pecuária, que ocupa a maioria da população. Os Amish mais tradicionalistas não utilizam tratores, apenas arados puxados por animais. Mais recentemente eles também aproveitado o turismo na região como uma importante fonte de renda familiar.

Mesmo sendo final de semana eles trabalham na roça

De vez enquando até  é possível ver um deles como passageiro ou até mesmo dirigindo um automóvel comum. Nada surpreendente, nos dias de hoje, afinal não deve ser nada fácil viver em pleno século XXI como se estivessem vivendo à séculos atrás. Embora teoricamente não possam ter carros, pois, a religião alega que isso poderia criar diferenças sociais inadmissíveis entre eles.

Casal Amish dividindo a Rua com os Carros

Outro fato curioso é que os homens jamais se alistam no Exército, sempre usam barba depois que se casam, mas nunca bigode, para eles um símbolo militar, que se recusam a manter como forma de protesto a perseguições religiosas de que foram vítimas na Europa há quatro séculos. Os Homens usam geralmente ternos pretos têm o nome do dono bordado na lapela, já que não há outra maneira de distingui-los entre si quando, por exemplo, deixados juntos num único local. Assim como o inconfundível chápeu que pode ser de palha ou feltro preto e suspensório.

Família Amish em Intercourse, PA

As mulheres por sua vez usam vestidos longos geralmente pretos com aventais geralmente coloridos, sem estampas e estão sempre com um capuz (redinha) que cobre o cabelo preso. Apesar de muitos deles até hoje viverem sem energia elétrica em casa, eles também freqüentam hospitais normais e aceitam a medicina moderna.

Vestuário Tradicional Amish

Eles tentam a certo custo manter e viver uma vida rural afastada de outras comunidades a quem eles chamam, “não-puros” ou simplesmente “ingleses”.  É bastante curioso observar como se vestem-se de forma muito simples e parecida. Tanto que eles costuram as suas próprias roupas, tem casas simples e despojadas de acessórios supérfluos. Lembrando que vivemos no país mais consumista do mundo.

Móveis Tradicionais Amish

No último andar deste museu, fica uma pequena gráfica, bem interessante de se conhecer, que utiliza maquinário super antigo e que ainda funciona utilizando o mesmo princípio da imprensa de Guttemberg produzindo alguns panfletos distribuídos no mercado da cidade.

Gráfica no último andar do Museu Amish em Lancaster

Seguindo as recomendações que pegamos no centro de visitantes seguimos em direção às comunidades, que cá entre nós tem uns nomes curiosos como Intercourse, Bird in the Hand e New Holland.

Intercourse – Nome digamos “curioso” para uma comunidade Amish

A paisagem deste passeio é super rural e por um momento você parece estar entrando em um outro mundo ou melhor fazendo uma verdadeira viagem no tempo.

Carroça Amish transportando Feno para o Celeiro

Uma das melhores partes deste passeio são os quitutes culinários preparados pelas famílias Amish, alimentos estes baseado em carnes e vegetais frescos da própria fazenda, acompanhados por doces, geléias e pães caseiros. Em que tudo é orgânico.

Compotas feitas por mulheres Amish 

A comida é preparada em fogões a lenha, que conferem um sabor todo especial à comida. Nenhuma casa pode ter telefone, embora hoje uma decisão dos bispos tenha permitido seu uso, desde que estejam instalados em cabines distantes algo como 50 metros das residências.

Bisteca Suína Defumada com Maça e Cebola serida com Legumes da Fazenda – DELICIOSO

Paramos em um lugar chamado Kitchen Kettle Village em Intercourse, um lugar digamos voltado para turistas, mas não por causa disto menos interessante. Uma vez que apresenta diversas lojinhas de artesanato bem como outros produtos produzidos pelos amish, como as deliciosas geléias, compotas e conservas.

Conservas feitas popr Amish – O melhor de tudo podemos provar tudo antes de comprar

O artesanato é um capitulo à parte, e neste quesito podemos observar o capricho “germânico”das coisas. Um lugar em que você ainda pode encontrar produtos feitos nos EUA. Obviamente com reflexo nos preços.

Casinhas de Passarinhos à venda em Intercourse

Me chamou bastante atenção, dois meninos de uns 10-14 anos creio que eram irmãos, vendendo brinquedos bem simples de madeira feitos por eles mesmos. Coisa que para uma criança americana comum certamente era algo muito chato. Quase comprei um cavalinho de madeira deles.

Brinquedos Amish

Por falar em artesanato em madeira as caixas de correio e casinhas de passarinhos são um capricho à parte. Dava vontade de comprar tudo.

Caixas de Correio

Mas sem dúvida um dos artesanatos mais tradicionais do Amish Country são colcha de retalhos, (Patchwork). Tanto que em Intercourse existe um museu para este trabalho chamado: “The People’s Place Quilt Museum”  que não chegamos a entrar para conhecer.

Loja Artesanato Amish

Mas no caminho de volta para casa paramos em uma loja especializada para dar uma olhada em algumas peças, caríssimas por sinal (mais de 1200 USD). Mas enfim eram colchas maravilhosamente trabalhadas e que levam até semanas para ficarem prontas. Devido ao seu valor para se tocar nelas tem que se usar uma luva de pano branca e fotos infelizmente não eram permitidas.

Kitchen Kettle Village em Intercourse Pennsylvania

Algumas delas eram tão perfeitas que nem pareciam ter costura, mas uma verdadeira obra de arte. Bem ainda sim tirei uma foto do lado de fora do local, mas as colchas bonitas mesmo ficavam do lado de dentro e bem longe da radiação solar.

Colcha de Patchwork fabricada por mulheres Amish

Outra atração da região são suas famosas pontes cobertas, se não me engano nesta região são cerca de 22, obviamente não vimos todas, mas acho elas uma graça.

Uma das 22 Pontes Cobertas no Amish  Country

 Escrevendo este Post encontrei algumas referências ao filme “A Testemunha” com Harrison Ford que tem como pano de fundo uma comunidade amish do condado de Lancaster.  Por sinal o filme de 1985 foi todo rodado em Intercourse.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=DY3XnCyKAEU]

Trailler do Filme

Enfim, depois de visitarmos este local, no caminho para casa discutimos um pouco quão dura deve ser a vida de um jovem que nasce numa comunidade como esta. Não deve ser nada fácil viver numa comunidade com regras tão rígidas onde direitos considerados básicos para nós , são negados em nome da religião e dos costumes.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=Wq0zFLDXYtc&NR]

Cenas do Filme A Testemunha

 Andei pesquisando um pouco mais sobre a vida deles, principalmente os jovens nestas comunidades. Estes jovens passam a fazer parte da comunidade aos 16 anos de idade quando são batizados.

Menino Amish

O namoro entre os Amish por sua vez é feito sobretudo em eventos religiosos ou outros, mas sob a vigilância de terceiros. Contudo, os jovens solteiros escolhem-se entre si, não havendo, portanto, o hábito de casamentos combinados. O casamento é um evento extremamente sério e  quando acontece toda a comunidade participa. Os casamentos são sempre realizados após a colheita do Outono.

Carroça com Jovem Amish

A partir do momento em que ele se torna membro da igreja, ele também é livre para partir. Porém, o afastamento de um membro implica o rompimento total com à comunidade. A partir deste momento ele será considerado um estrangeiro.

Fazenda Amish

Curiosamente são raros os casos de membros que prefiram a vida “mundana”. Também com regras e costumes tão rígidos são poucos aqueles que persistem em desafiar a ordem estabelecida, a chamada Ordnung. Até porque contestar os costumes é considerado algo passível de expulsão.

Fazenda Pennsylvania

Mas toda esta rigidez levou a algo que chocou os EUA e o mundo em 02 de outubro de 2006. Quando essa comunidade religiosa voltou às manchetes dos jornais. Dessa vez por causa de um crime bárbaro cometido numa pequena escola para crianças Amish em Bart Township, no condado de Lancaster, Pensilvânia. Uma chacina que resultou na morte de cinco crianças entre 6 e 13 anos, além do atirador de 32 anos, que se suicidou.

Carroça Amish

O atirador era um motorista de caminhão de leite que atendia a comunidade. Fez 10 meninas reféns. No mesmo dia, membros da comunidade visitaram a família de Roberts (o motorista) para dizer que o perdoavam. No enterro das meninas, o avô de uma das vítimas disse às outras crianças: “não devemos odiar aquele homem”.

Milho para os Animais

 

Posts Relacionados:

 

 Lancaster Central Market – O Mercado mais antigo dos EUA

 Hershey a Capital dos Chocolates

 Museu do Chocolate Hershey’s

 

Veja Também:

Relato do Marcelo Paniago do Ótimo Blog Fatos, Relatos & Retratos sobre a visita dele à região em 07/2009 

 

Endereços:

 

Lancaster Central Market

23 North Market Street
Lancaster, PA 17603
  

The People’s Place Quilt Museum

 3510 Old Philadelphia Pike
Intercourse, PA 17534 
 

Kitchen Kettle Village

3529 Old Philadelphia Pike
Intercourse, PA 17534

 

Índice com todos os Posts do MauOscar

<= Clique na Logo

Siga o MauOscar.com também no:

36 Comments
  1. Jenny says

    Muito mas muito interessante os costumes dos Amish…esta muito bom o blog. Parabens

  2. Maria Lúcia says

    Adorei o post.
    Mas não penso que a vida deles seja tão dura assim. Eles não comem agrotóxicos, porcarias, não são vidrados em consumo, no último modelo de celular, camera, laptop, em roupa de marca. Eles aparentemente não são individualistas, competitivos, tem um forte esteio da comunidade. Deve ser uma vida simples.

    1. Mauoscar says

      Por estes apecetos acredito que não..

      O que eu acho que não deve ser fácil é para os jovens que ficam vendo as outras pessoas de fora da comunidade com carrões, celulares computadores etc.. Mas como voce falou eles não são competitivos e vivem uma vida pacifica e simples.. Se este país seguisse pelo menos 30% do exemplo deles, certamente estariamos vivendo num mundo muito melhor.
      😀
      Bjao

  3. Teté says

    eu fui lá há muitos anos atrás e fiquei impressionada como as tradições e costumes são mantidos, geração após geração

    1. Mauoscar says

      E muito impressionante mesmo!! Embora tenho a impressão que nas próximas duas gerações isso deverá mudar bastante..

      Bj

  4. Lena says

    Lindo post! Infelizmente nao fui ate Lancaster, mas pude ve-los no Reading Terminal Market e provar seus quitutes! 🙂 Algumas cenas do filme A Testemunha foram gravadas no RTM, sabia?
    bjs

    1. Mauoscar says

      Obrigado Lena!!!

      Pena que você não chegou a conhecer Lancaster, a cidadezinha é uma graça e o mercado fruto do Próximo Post é um Reading Terminal Market do Interior. Por falar no RTM em breve sai o Post falando sobre ele!! Btw não lembro se assisti a Testemunha, mas pelo que andei olhando no Youtube vi que algumas cenas acontecem em Philly… Mas não sabia que tambem se passavam no RTM

      Bjo e Obrigado pela visita

  5. Betty Nunes says

    Visita `a comunidade Amish foi meu primeiro passeio qd cheguei aqui ha 8 anos, tinha assistido o filme “a testemunha” e estava super curiosa pra saber um pouco da historia desse povo tao interessante.Adoro a cidadezinha e visito sempre que possivel, Adorei o post e foi o maximo rever um pouquinho do filme rsrs.O trabalho(blog)de voces e maravilhoso, PARABENS!!!!

    1. Mauoscar says

      Legal Betty, eu acho que ja vi esse filme, mas não tenho certeza!! Quero ver se encontro para assistir!!!

      Obrigado pela visita!!!

  6. pedro serra says

    Cara, lendo seu post, voltei ao passado. Morei um ano nos arredores de Llancaster. Fiz meu ultimo ano da escola ai. Morro de saudades desse lugar, que eu acho simplesmente lindo. Estou no celular, mas depois vou ler tudo de novo com mais calma.

    Obrigado por me proporcionar essa viagem ao meu passado.

    Alem de lancaster e hershey, nessa area, recomendo uma visita a Gettysburg, palco de uma das maiores batalhas da guerra civil.

    Abs

    1. Mauoscar says

      Oi Pedro

      Legal saber que você morou aqui pela região..
      Ainda não chegamos a visitar Gettysburg mas faz tempo que estou com uma pulinho lá nos planos.. Voce já esteve em Valley Forge?

      Abraço

  7. Flora says

    Olá Mau/Oscar.
    Outro post incrivel. Parabéns!
    Sabe que andei por ai por mero acaso, pois fazendo um curso perto de Newton, fui com uma colega numa das noites no Tanger Outlet e vi uma das carroças e fiquei curiosa, pois tinha assistido o filme A Testemunha. Voltei no sábado de manhã, visitei o museu, andei pelas estradinhas e também almoçei no turístico Kitchen Kettle Village.
    Obrigada por me recordar este sábado maravilhoso.
    Abraços

    1. MauOscar says

      Oi Flora

      Que legal saber que você esteve por essa região.. Digamos que essa não seja uma região muito explorada por Brasileiros de uma forma geral.
      Eu não lembrava mais do filme, tanto que que estes dias compramos o DVD para assistir novamente.
      Obrigado pela visita 😀

      Abraço

  8. […] de Lancaster. Como já escrevi um Post aqui no Blog abordando um pouco mais sobre a vida dos Amish da Pennsylvania este post vai mais na forma de um […]

  9. Fernando says

    Acredito que esse povo vive conforme a vontade de Deus. Tenho muito desejo de ser assim também.

    1. MauOscar says

      Fernando

      Certamente é um estilo de vida completamente diferente nos dias de hoje.. Obrigado pela visita

  10. Ana says

    Adorei! assisti o filme GRAÇA E PERDÃO e fiquei apaixonada por eles, si eu pudesse seria como eles. Quem sabe um dia irei lá.

    1. MauOscar says

      Ana

      Eu não cheguei a assistir este filme.. MAs o modo de vida dos Amish é de fato bastante peculir..
      Obrigado pela visita

      Abraço

  11. ney lamartine says

    povo muito bom sem maldade muito unidos e religiosos

  12. deisedeolive says

    Queridos! Que post lindo! Me deixou morrendo de vontade de visitar essa região!

    1. MauOscar says

      Deise

      Esta região é bem interessante.. É muito surreal pensar que num país como os EUA ainda existam pessoas vivendo da forma que eles vivem.. Toda vez que visito a região me pergunto se precisamos de tudo o que procuramos para ser feliz.. Eles são um povo simples, feliz e trabalhador.. Se um dia tiver a oportunidade de conhecer super recomendo.. Eu posso estar errado, mas é uma cultura em franco risco de extinção nas próximas gerações..
      Bjs e Obrigado pela visita

      Oscar

  13. José says

    Hoje assisti O Segredo (de Beverly Lewis) e fui pesquisar a respeito dos Amish, pois a história se passa entre eles. Maravilhoso o filme, dei de cara com o teu blog. Excelente, parabéns. As fotos são muito boas e você conseguiu sintetizar um pouco dessa cultura.

    1. MauOscar says

      José

      Obrigado pela visita.. Os Amish são uma comunidade/cultura tnao peculiar.. Principalmente num país como os EUA

  14. Simone says

    Estive hoje nesse lugar tão encantador!!!! Depois de mais de um mês em NYC, q tanto amo, estar num lugar como este nos faz parar p pensar q realmente não precisamos de muito para ser feliz… O problema é q o mundo capitalista nos seduz…. Mas, poder viver como eles é uma sabedoria…

    1. Simone says

      Ahhhh….. Parabéns pelo blog! Muiiiiito bom! Abraço.

      1. Oscar Risch - MauOscar Blog de Viagens says

        Simone

        obrigado pela visita e pelas palavras

        Abraço

    2. Oscar Risch - MauOscar Blog de Viagens says

      Simone

      Visitar os Amish é uma experiência que muitas pessoas jamais imaginariam ser possível nos EUA.. Eu particularmente acho um barato esse paradoxo entre o modo de vida deles e o modo americano de viver.. Certamente podemos aprender inúmeras lições com eles..

  15. Sarah says

    Muito bom post, como todos do site que tem me ajudado muito!!! Adorei!!!
    Vamos para philadelphia inicio de maio! E programamos alugar um carro e passear ate lancaster, entre as programações pensamos em conhecer amish county. Queria uma ajuda com dicas e qual o tempo necessário para conhecer um pouco dos amish?! Maia uma vez parabens pelo blog!

    1. Oscar Risch - MauOscar Blog de Viagens says

      Sarah

      Eu recomendo pelo menos meio dia ou um dia inteiro explorando a região.. Existem alguns lugares turísticos como o Kettle Kitchen Village, mas o negocio é ter um GPS para saber voltar para o hotel e desbravar por conta as inúmeras estradas da região.. dependendo o dia da semana recomendo também os farmers market de Bird in Hand e Lancaster..
      Tendo alguma outra dúvida mais específica tento ajudar…

      Abraço

  16. […] posso de deixar de agradecer aqui aos meninos do excelente blog de viagem MauOscar, que escreveram o post que me impulsionou a me meter nesta aventura pelo interiorzão dos EUA. A […]

  17. Fernanda Azeredo says

    Oi Mau Oscar, acabei de chegar de N Y, fiz uma visita a Filadélfia e com não podia deixar fora fui a Lancaster visitar um Amish Country, dar um passeio de carroça e me esbaldar com as delicias de Kettle Kitchen Village. Suas fotos e seu blog estão muito bons e atuais, parabéns. A vida dos Amish parece boa mas achei muito sério o destino da juventude que abandona a comunidade.

    1. Oscar Risch - MauOscar Blog de Viagens says

      Fernanda

      Que legal.. para te dizer a verdade morro de saudades de ir passear pelas fazendas de Lancaster e região.. A questão do êxodo dos jovens nestas comunidades é um problema sério.. Eu acredito que em 50 anos essas comunidades muito provavelmente deverão deixar de existir.. Sempre que passeava por lá, me perguntava o que deve passar na cabeça dessas pessoas andando de carroça com vento e chuva na cabeça se você poderia ter todo o conforto num carro com climatização e afins. Ao mesmo tempo muitos deles parecem felizes com o quem tem.
      Obrigado pela visita e pelo retorno

      Abs

  18. Fernanda C. Rozendo says

    Bem interessante este post, a maneira como os Amish vivem…

    1. Oscar Risch - MauOscar Blog de Viagens says

      Obrigado pela visita

  19. Aline says

    Parabéns pelo blog e pelo post- o melhor que vi sobre os Amishes.

Leave A Reply

Your email address will not be published.