Philadelphia por Rocky

Na última sexta-feira da visita da Fernanda e do Tiago, levei-os para conhecer Philadelphia, capital do estado da Pennsylvania e primeira capital dos Estados Unidos.

O objetivo principal da visita era conhecer as escadarias do museu de arte de Philadelphia, também conhecido como “The Rocky Steps. Que recebe este nome em alusão à Série de filmes de Rocky estrelado por Sylvester Stallone. Eu para dizer a verdade não lembro nem se assisti ao Filme. Desde que a Fernanda e o Tiago chegaram eles falavam que queriam conhecer Philadelphia e que não poderiam sair da cidade sem visitar estas benditas escadas. E pelo visto, estas escadas são tão famosas quanto as escadas da Praça da Espanha em Roma.

Assim que chegamos em Philadelphia, que fica a cerca de 40 km de nossa casa em Delaware, levei-os para conhecer a loja do IKEA. Uma loja de móveis e decoração da Suécia super popular na Europa e também fora dela.

Eles, como quase todo mundo que conheço que já visitou a loja, simplesmente adoraram e compraram várias coisas para levar com eles para o Brasil. Infelizmente por conta das restrições de peso e volume eles não compraram tudo o que gostariam. Até porque uma das malas já estava cheia de bonecos do Rafael, que vou contar em outro Post.

Acabamos ficando bastante tempo na loja do IKEA e como já estava próximo ao meio dia resolvemos que deveríamos almoçar antes de irmos para o centro da cidade. As opções eram duas: Comer comida tipo Sueca do IKEA (Adoro as Almôndegas com molho Holandês deles). Ou almoçar num restaurante Brasileiro no nordeste da cidade. Como eles estavam com saudade de “comida de verdade” acabamos optando pela segunda opção.

Pelo caminho passamos pela Benjamin Franklin Bridge, que até 1929 sustentou o título de maior ponte pênsil do mundo e liga a cidade a Camdem no estado de New Jersey, atravessando o Delaware River. Sempre que vejo estas pontes aqui nos EUA fico triste em saber que a ponte Hercílio Luz em Florianópolis seja tratada com tanto descaso pelas autoridades, estando fechada até mesmo para pedestres e com risco de desabamento.

O caminho até este restaurante não é lá muito bonito. Até chegar lá são cerca de  17 km passando pelo subúrbio de uma cidade que parece ter parado no tempo, com muitas construções industriais abandonadas pelo caminho. De fato o local onde está o tal restaurante existe uma verdadeira comunidade brasileira, com direito a mercado de produtos brasileiros, Igrejas e até mesmo uma Loja do O Boticário. Mesmo sendo relativamente longe vale bastante a pena ir comer lá. O local é simples, barato e com uma comida ótima.

Lá no Picanha Grill, como o nome já diz, não falta aquela picanhinha na brasa que só os brasileiros sabem fazer. Aproveitamos para matar a saudade de um bom prato de arroz com feijão e churrasco com direito a Guaraná Antartica e de quebra assistindo o Jornal Hoje pela Globo Internacional.

Na hora de pagarmos ainda acabei pagando um mico perguntando onde ficava a tal escadaria do Rocky e ninguém ali sabia responder!! Mas tudo bem nessas horas nada como um iPhone para salvar a pele da gente. Ainda passamos no mercadinho brasileiro ao lado do restaurante onde encontramos de tudo do Brasil. Desde Erva-mate para chimarrão dos gaúchos até o pequi para o pessoal de Goiás.

Colocamos o endereço no GPS e lá fomos nós atrás da famosa escadaria do Rocky. O GPS nos mandou por um lugar diferente até a região central de Philly, como a cidade é carinhosamente chamada. Muito mais bonito do que o caminho quando vamos de Delaware para a cidade, muito mais arborizado e limpo. Passando pelo Fairmount Park, tanto que com essa visita a cidade, comecei a rever meus conceitos sobre a cidade.

As primeiras vezes que estivemos lá, nós simplesmente detestamos o lugar. O centro tem construções bonitas, mas o subúrbio da cidade tem um ar muito decadente. Mas sem sombra de dúvidas uma das coisas mais irritantes de lá é o transito. Os sinaleiros não são sincronizados, o que transforma dirigir quase num pesadelo. A mudança da minha percepção sobre a cidade talvez também tenha se dado função de tudo não parecer mais tão cinza como era no inverno.

Chegamos ao museu, onde ficava a famosa escadaria. por sinal o museu estava sediando uma exposição sobre a obra de Pablo Picasso que queríamos visitar. Antes de estacionarmos nosso carro demos uma volta pela rotatória em frente ao museu, onde podemos ver além do imponente prédio do museu com suas enormes colunas em estilo coríntio e um grande monumento em homenagem a independência dos EUA.

Por sorte tínhamos algumas moedas de 25 cents para pagar o estacionamento, mas o suficiente para apenas 1h e 15 min. Seguimos então em direção ao museu, pela Benjamin Franklin Parkway, uma avenida muito bonita toda decorada com bandeiras de diferentes países e que por um momento lembra um pouco a Avenida dos Campos Elísios de Paris.

Na rótula em frente ao museu, chamada de rotatória Eakins, existe o belíssimo monumento em homenagem independência dos EUA e a George Washington. Monumento este que foi concebido pelo escultor Rudolf Siemering e inaugurado em 1897 na entrada da Green Street no Fairmount Park por sinal o maior parque urbano dos EUA.  Mas foi posteriormente transferido para o local atual em 1928, após a construção da Benjamin Franklin Parkway, onde ganhou um destaque todo especial.

O Monumento apresenta diversas esculturas em bronze e granito, em seu topo apresenta George Washington uniformizado como na época da Independência dos EUA montado em um cavalo. Washington e seu cavalo estão posicionados de frente para um dos edidícios mais imponentes da cidade, a prefeitura da cidade (Philadelphia City Hall) e de costas para o museu.

 Mas o que eu achei de mais interessante neste monumento não foi o George Washington e sim esculturas em tamanho quase real, tanto de Índios Norte-americanos como de animais e plantas nativas dos Estados Unidos.

Dali atravessamos a rua e chegamos ao museu de arte de Philadelphia que tem no lado direito da base de suas escadarias uma escultura do Rocky, que gerou muita polêmica na época em que foi criada, e é hoje uma verdadeira atração turística da cidade. Tudo isso graças ao famoso filme Rocky que foi nomeado 10 vezes para o Oscar e ganhou 3.

A história desta estátua começa em 1982, antes de Rocky III ser lançado, quando Stallone encomendou ao escultor Thomas Schomberg 3 estátuas de bronze de Rocky. Cada uma delas pesando cerca de 2 toneladas e com quase 3 metros de altura. Uma delas foi instalada no topo da escadaria para as filmagens de Rocky III e depois acabou sendo transferida ao fundo da escadaria. Outra foi vendida pelo eBay para levantar fundos para o Instituto Internacional para o Esporte e história olímpica. E a outra pertence ao próprio Stallone.

Porém a polêmica começou logo após a filmagem de Rocky 3 ser concluída, quando se iniciou um debate entre o Museu de Arte de Filadélfia e Comissão de Arte da cidade do que seria realmente “Arte”. Moral da história a Comissão acabou levando a melhor e a estátua foi removida e transferida para a frente do Wachovia Arena, ao Sul de Philadelphia. (Onde iremos assistir ao show da Lady Gaga em Setembro).

Posteriormente para as filmagens de Rocky V, a estátua foi recolocada em frente ao Museu, e após o encerramento das gravações devolvida ao Wachovia Arena. Em seu lugar foi colocado as pegadas do tênis do Rocky com a palavra “Rocky” acima deles. Como se fosse uma calçada da fama.

Porém em 08 de Setembro de 2006, a estátua de Rocky foi devolvida em caráter definitivo ao Museu de Arte e colocado em um pedestal em uma área gramada perto do pé da escada à direita do Museu. A cerimônia de inauguração incluiu música ao vivo, e a estréia na época do primeiro trailer completo de Rocky Balboa, bem como a exibição gratuita do primeiro filme Rocky. Na cerimônia, o então prefeito John Street, disse que a estátua era uma das maiores atrações turísticas de cidade, e que Stallone, um nova-iorquino nato havia sido adotado por Philadelphia.

Assim como no filme em que o Rocky usa as escadas para treinar, os turistas também costumam subir as escadas correndo. Eu fiquei filmando enquanto a Fer e o Tiago subiam correndo os 72 degraus de escadas. Quase todos os turistas que visitam o local fazem isso chega até a ser engraçado.

Lá de cima por sinal temos uma vista realmente muito bonita da cidade, com a Benjamin Franklin Parkway repleta de bandeiras de diferentes países do mundo com a Prefeitura ao Fundo.

Não chegamos a visitar o Museu e a Exposição de Picasso por 3 motivos, preço, disponibilidade de tickets naquela hora e principalmente por não permitirem a entrada de cameras fotográficas na exposição. Por falar em fotografias em museu o Blog Turomaquia da Patrícia Camargo publicou um Post bem interessante estes dias justamente falando sobre isso!

Depois de conhecer as escadas do Rocky, pegamos nosso carro e fomos em direção ao Independence Hall. Passamos pela região Gay da Cidade, que compreende um perimetro entre as ruas Walnut Street e Lombard Street, bem como entre a 11Street e 13 Street, onde as placas com o nome das ruas tem uma bandeirinha do arco-íris.

Estacionamos nosso carro, demos uma volta pelo centro da cidade até o Independence Hall, local onde tanto a declaração de independência dos EUA como a constituição federal foram debatidas e aprovadas. Sendo um dos locais históricos mais importantes dos EUA. Mas isso fica para outro Post.

Assim encerramos nosso passeio por Philadelphia, ainda passamos na volta para casa em um enorme estaleiro da marinha americana que produz vários navios de guerra. Por falar nisso a cidade foi por muito tempo um importante centro da indústria naval norte-americana, mas que sofreu muito com a competição de outros países e hoje apenas conta com estaleiros militares. O que transforma toda a região portuária, as margens do Rio Delaware em um local com visíveis marcas de abandono.

Post Relacionados:

Body Worlds em Philadelphia

Festas de Final do Ano 2009

IKEA – Uma História de Sucesso

Endereços:

IKEA Philadelphia

2206 South Columbus Boulevard
Philadelphia, PA
 

Museu de Arte de Philadelphia

26th Street and the Benjamin Franklin Parkway
Philadelphia, PA
 

Picanha Grill

6501 Castor Avenue
Philadelphia, PA 19149-2793

Índice com todos os Posts do MauOscar

<= Clique na Logo

Siga o MauOscar.com também no:

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

No Responses to “Philadelphia por Rocky”

  1. Karol Nascimento
    25/06/2010 at 9:19 pm #

    Oscar, vc vive recebendo visitas! Deve ser ótimo! Eu adoro suas histórias, as descrições das viagens, dos lugares, dos museus. Parabéns. Ah, e o vídeo ficou massa. Se algum dia eu passar por lá, quero ir nas escadas tb. kakakak. Bj

    • Mauoscar
      27/06/2010 at 7:20 pm #

      Karol.. Finalmente as visitas estao aparecendo!! Lá em Cingapura ninguem do Brasil nos visitou. Tb!! se uma passagem do BR para cá é cara imagine la para Cingapura.
      Tb adoro seu Blog. A gente tinha que dar um jeito de se conhecer pessoalmente uma hora dessas.
      Bjos

  2. 26/06/2010 at 5:09 am #

    Obrigado pela citação ao Turomaquia. Eu já vi muita gente decidindo por aquele ou outro museu em função de certas proibições. Espero que os museus despertem para a realidade de uma vez por todas. E cumprarm sua função social de lugar de convívio!
    Beijos

  3. Laura FD
    04/04/2013 at 11:27 pm #

    Adoro o blog!!!!!!!! Suas dicas estão me ajudando demais!!!!! Os de Boston foram maravilhosos tb!!!!!!! Obrigada por compartilhar essas experiencias e tornarem minha viagem ANIMAL!

    • Oscar Risch - MauOscar Blog de Viagens
      06/04/2013 at 5:32 am #

      Laura

      Legal saber que todo o trabalho que tenho para colocar algumas de nossas experiências por aí serviram para ajudar alguém a viajar e curtir ainda mais a viagem

Trackbacks/Pingbacks

  1. Italian Market em Philadelphia – Um pouco da herança italiana nos Estados Unidos « MauOscar - 01/03/2011

    […] tipo de lugar, e como sabíamos da existência deste outro mercado super tradicional da cidade (Imortalizado pelo Filme do Rocky), fomos então finalmente conhecer o tal do mercado italiano de […]

  2. Cheese Steaks – Patrimônio Cultural de Philadelphia « MauOscar - 17/03/2011

    […]  Philadelphia por Rocky […]

  3. Philadelphia usando transporte público « MauOscar - 27/04/2011

    […]  Philadelphia por Rocky […]

  4. Atrações em Philadelphia e região – Um Giro pela cidade com o Viaje na Viagem « MauOscar - 30/04/2011

    […] até as escadarias do museu de arte da Philadelphia, imortalizado nas telas do cinema por Silvester Stallone no filme Rocky. Por sinal o museu  tem entrada gratuíta nos primeiros domingos do mês. Mas até agora não […]

Leave a Reply