Dicas e Relatos de viagens ao redor do mundo

Visitando Baltimore na Primavera

5

No Domingo de Páscoa cedinho fomos levar a Marina e a Ting-Ya ao Aeroporto de Philadelphia, para elas pegarem o voo de volta a San Diego na Califórnia. Voltamos a Wilmington pegamos a Fernanda e o Tiago e fomos passar o dia em Baltimore no Estado de Maryland.

Esta foi a segunda vez que fomos passear na cidade, a primeira delas foi sob bastante neve. Desta vez o dia estava lindo com céu azul e uma temperatura muito mais agradável. Como ainda estávamos bem no inicio da primavera as árvores estavam soltando seus primeiros brotos.

Já no estado de Maryland no caminho para Washington e Baltimore, sempre passamos sobre uma ponte enorme no Rio Susquehanna, rio este que possui 715 km de comprimento desde sua nascente no estado de Nova York até sua desembocadura na Baía de Chesapeake, o maior estuário dos EUA. Este rio é o 27º mais longo dos EUA e ainda despeja cerca de 40% de toda agua doce da Baía de Chesapeak.

Chegamos a Baltimore um pouco antes do almoço, pelo caminho passamos pelo campus da Universidade John Hopkins fundada em 22 de Fevereiro de 1875 baseada no modelo da Universidade Humboldt de Berlim que dava grande ênfase à pesquisa acadêmica; foi a primeira a seguir tal modelo nos Estados Unidos. E Atualmente está posicionada no ranking das 15 melhores Universidades dos EUA, segundo a revista U.S Weekly em 2007 ela ocupava a 3ª colocação entre as melhores Universidades dos Estados Unidos.

Estacionamos nosso carro no mesmo estacionamento da visita anterior, bem na região do inner harbour, um dos portos mais antigos dos Estados Unidos, datado do século XVII. Atualmente grande parte do seus antigos edifícios em seu entorno foram restaurados e convertidos para fins turísticos, como restaurantes, lojas, museus e outras formas de entreternimento.

Como já passava do meio dia, acabamos optando em voltar ao Hard Rock Café de Baltimore para almoçar, além disso era a primeira vez que a Fernanda e o Tiago iam a um Hard Rock.

Antes disso ainda aproveitamos para dar uma passadinha pelo ESPN Zone, afinal de contas Baltimore é a cidade sede do Orioles de Baseball e do Ravens de Futebol Americano. O Prédio em que se localiza tanto o Hard Rock Café como o ESPN era a antiga Power Plant da Cidade.

Finalmente fomos comer, pedimos uma entrada e dois sanduiches para dividir. A comida estava uma delicia, as porções um pouco exageradas, tanto que mesmo dividindo quase sobrou comida.

Depois de almoçar ainda aproveitamos para tirar algumas fotos da memorabilia do restaurante que entre outras coisas incluem guitarras, roupas e acessórios de bandas e cantores famosos como Aerosmith, Jimmi Hendrix, Elvis Presley entre outros. E obviamente não poderíamos deixar de dar uma passadinha na lojinha do Hard Rock, mesmo que não fossemos comprar nada. O Tiago acabou comprando um copo.

Na parte da tarde aproveitamos para explorar um pouco mais da região do Inner Harbour de Baltimore, começamos com a visita ao National Aquarium, onde lá ficamos por umas 2 horas e meia, mas conto isso num próximo post.

Depois aproveitamos o tempo bom para dar uma voltinha pelo Pier, dessa vez pelo menos não estava tão frio como na vez anterior. Para dizer a verdade além de temperaturas amenas, as tulipas e os amor-perfeitos nos canteiros davam um ar de primavera ao local.

Na região do Inner Harbour em Baltimore, estão ancorados vários Navios Históricos da Marinha Americana representando uma impressionante coleção de navios militares. Localizado a uma curta distância uns dos outros, o USS Constellation, o US Submarine Torsk, o US Coast Guard Cutter Taney, são alguns dos navios ali expostos e abertos a visitação, construídos a partir de meados do século 19 a meados da década de 1980.

Talvez o mais importante deles seja o USS Constellation. Nada mais nada menos que o último navio do tempo da Guerra Civil à tona. Construído em 1854, ele foi o último navio de guerra à vela construído pela Marinha Americana.

Depois de passearmos pelo pier do Inner Harbour resolvemos dar uma caminhada pelo centro da cidade, um fenomeno bastante interessante em cidades como Baltimore e mesmo Wilmington é que nos finais de semana o distrito Comercial fica quase que morto, não se vê muito transito na rua, devido ao fato de o americano gostar de viver em casas grandes e consequentemente preferir morar no subúrbio.

Aproveitamos o passeio para o Tiago e a Fernanda experimentarem os famosos Dunkins do Dunkin Donuts aqui dos EUA. Passamos por uma rua meio Boca Brava, com vários sex shops e casas de striptease.

Interessante que isso ficava a menos de uma quadra do Memorial das Vítimas do Holocausto de Baltimore. Localizado na intersecção da Lombard Street com Gay Street.

O Monumento conta com a Escultura Holocausto de Joseph Sheppard, uma estátua que retrata o horror do Holocausto retratando corpos desfalecidos e contorcidos em uma bola de fogo. A base da escultura traz a citação de George Santayana:

“Quem não se lembra do passado estão destinados a repeti-lo.“

E pensar que existem pessoas que negam o Holocausto, e pior são aqueles que ao contrário de toda a comunidade internacional ainda dão credibilidade e essas pessoas expondo nosso país quase ao ridículo perante outros países. Mas enfim mesmo não acreditando muito que esse acordo assinado entre Ira-Brasil e Turquia venha a diminuir as ambições Nucleares do Irã, espero que as coisas ainda não sobrem para gente. Bem o Obama acaba de recusar um convite feito pelo nosso presidente para visitar o Brasil antes de Pleito de Outubro.

Tudo bem que nós hoje em dia vivemos em um mundo multi-polar, mas prefiro muito mais ser aliado dos EUA do que do Irã.

Como já era final da tarde acabamos encerrando a visita a Baltimore por ali mesmo, ainda antes de voltarmos para casa tentamos passar no Forte McHenry em Baltimore mesmo. Monumento Nacional que inspirou Francis Scott Key a escrever o Hino Nacional dos EUA. Mas infelizmente o local fecha para visitação as 17:00.

 Posts Relacionados

Baltimore abaixo de Zero

Baltimore National Aquarium Visita I

Horrores do Campo de Concentraçao Buchenwald

Índice com todos os Posts do MauOscar

Clique na Logo =>

Siga o MauOscar.com também no:

5 Comments
  1. Jenny says

    Que bela cidade Baltimore!

  2. Nascimento says

    Parabéns! O site é muito rico em informações e sugestões! Gostaria de uma idéia… vale a pena tirar 1 dia(de 7 diárias) de DC para conhecer Baltimore? Desde já muito gratos.

    1. MauOscar says

      Nascimento

      Desculpe a demora em responder…
      Então se vocês forem ficar 7 dias em DC acho que até pode ser uma boa pedida.. Mas só se vocês realmente estiverem a fim de conhecer a cidade..
      Baltimore é uma cidade interessante, mas que não pode ser comparada com Washington e NY.
      De toda forma, uma semana em DC é um tempo excelente/+ que suficiente para aproveitar bem a cidade sem correria..
      Vocês já viram os Posts de DC aqui no Blog? http://mauoscar.com/category/america-do-norte/estados-unidos/washington-dc/
      Recomendo muito também o Blog da Cláudia do Aprendiz de Viajante que mora na cidade.. Na minha opinião o melhor Blog com infos do local => http://www.aprendizdeviajante.com/index.php/guia-de-viagem-a-washington-dc/

  3. Nascimento says

    D++++ suas dicas e também o site de Cláudia. Já anotamos tudo e com certeza seguiremos as sugestões. Valeu! Uma feliz e santa Páscoa a vc e seus seguidores!Obrigado.

    1. MauOscar says

      Nascimento

      Legal saber que ajudei… Boa semana para vocês e volte sempre 😀

Leave A Reply

Your email address will not be published.