Dicas e Relatos de viagens ao redor do mundo

Monet e Bauhaus MoMa em NY

0

Durante nossa primeira visita a Nova York, aproveitamos para visitar o Museu de Arte Moderna de Nova York também conhecido MoMa, fomos lá especialmente para visitar a exposição Water Lilies de Monet que abriu em Setembro e que ficará aberta ao público ate dia 12 de Abril de 2010.

O MoMa foi fundado em 1929 como uma instituição educacional, o Museu de Arte Moderna é considerado o mais importante museu de arte moderna do mundo. E manifesta este compromisso através da criação, preservação, e documentação de uma coleção permanente da mais alta qualidade que reflete a vitalidade, complexidade e desdobramentos dos padrões de arte moderna e contemporânea.

Está localizado bem próximo ao Central Park,  Quinta Avenida e ao Rockefeller Centre. Além desta exposição estavam acontecendo uma exposição sobre Bauhaus, Gabriel Orozco e sobre Tim Burton o famoso diretor dos filmes como Noiva Cadáver e do que esta para ser lançado em Breve Alice no País das Maravilhas.

Embora o Mau não precise pagar para entrar no Museu por ter desconto corporativo decidimos visitar apenas a exposição de Monet e bem rapidamente a de Bauhaus. Já que tínhamos compromisso marcado para depois disso. O Museu estava bem cheio, principalmente por conta da exposição do Tim Burton, e inclusive os ingressos para esta eram com hora marcada, um dos motivos para a gente não ter visitado esta mostra.

A exposição do Monet estava muito legal. Esta é a primeira vez desde 2001 que o Museu de Arte Moderna de Nova York colocou todas as suas três pinturas Water Lilies (Ninféias) de Monet em exibição, junto com uma aquisição relativamente recente e duas telas convidadas, vindas da França.

Eu não imaginava que estes Painéis eram tão grandes, mas dentre todos da exposição os que eu mais gostei foi o do Agapanthus e , de fato todos são impressionantes. Monet era uma apaixonado pela Horticultura, ele realizou um sonho no final da sua vida: o Jardim de Giverny que criou e imortalizou em suas pinturas.

Visitar essa exposição você pode literalmente mergulhar em “Water Lilies”, estes Painéis foram trabalhados por Monet, durante a última década de sua vida, na fase final do seu estilo impressionista inovador que abriu o caminho para a pintura abstrata, após a Segunda Guerra Mundial. Em 1918 um amigo lhe sugeriu doar os paines das Ninfeias ao estado Francês, ele acabou fazendo isso em 1822, mas com direito a seu usufruto em vida.  Embora tivesse doado a série em 1922, a primeira aparição pública dos paines ocorreu apenas em 1927. Monet morreu em 1926 aos 86 anos de idade, estes painéis permaneceram em seu estúdio em Giverny na França, onde ele se inspirava para pintar seus quadros inspirados em seu Jardim.

 Saímos da exposição do Monet e demos uma passada na exposição sobre Bauhaus. Bauhaus foi uma escola de design, artes plásticas e arquitetura de vanguarda que funcionou entre 1919 e 1933 na Alemanha. A Bauhaus foi uma das maiores e mais importantes expressões do que é chamado Modernismo no design e na arquitetura, sendo uma das primeiras escolas de design do mundo.

A Escola de Bauhaus teve suas origens na cidade Weimar e depois em 1925 a escola mudou-se para Dessau, onde floresceu, estive lá em 2005 durante uma visita da Universidade de Freiburg aos Jardins de Dessau Wörlitz.

Com a Ascensão do Nazismo uma nova mudança ocorre em 1932, desta vez para Berlim, devido à perseguição do recém-implantado governo nazista. Em 1933 a Bauhaus é fechada. Os nazistas que se opunham à Bauhaus desde a década de 1920, bem como a qualquer outro grupo que tivesse uma orientação política de esquerda. A escola foi considerada uma frente comunista, especialmente porque muitos artistas russos trabalhavam ou estudavam ali.

Embora tenha sido perseguida durante o regime nazista na Alemanha, Atualmente a Bauhaus de Weimar mantém a sua liderança como uma das melhores universidades na Alemanha, sobretudo no ramo da arquitetura, mas estando também integrada à outros pólos de ensino ligado às artes e de onde se destaca design, mídia, música, entre outros.

O edifício de Dessau projetado por Walter Gropius, o Fundador da Escola sofreu inúmeras modificações após a Segunda Guerra. Em 1994 iniciou-se um processo de reforma visando reestabelecer o edifício a sua condição original. O empreendimento foi promovido pela Fundação Bauhaus e coordenado pela arquiteta Monika Markgraf. Devido a inexistência do projeto original o trabalho foi árduo e concluído somente em 2007. Ainda hoje o edifício é  principal do pólo da universidade de Dessau, destacando-se o escritório de Walter Gropius, mantido inalterado.

Na exposiçao podemos ver inúmeros objetos criados pelos alunos da Bauhaus, todos eles com linhas bastante modernas e arrojadas para a época, pena que esta exposição não era permitido se tirar fotos.

 

Índice com todos os Posts do MauOscar

Clique na Logo =>

Siga o MauOscar.com também no:

No Comments
  1. Jenny says

    EXPLENDIDAS TELAS … O blog esta muito bacana… parabéns!

  2. […] 2010, tivemos o privilégio de prestigiar uma exposição no MoMa com os painéis gigantes que ele criou retratando as “Water Lilies” já no fim de sua vida, os quais podem ser vistos, quando não emprestados, no Musée de […]

Leave A Reply

Your email address will not be published.