Dicas e Relatos de viagens ao redor do mundo

150 – Frankfurt am Main

9

 Depois de rodarmos mais de 1200 Km pelo leste da Alemanha, finalmente chegamos ao nosso destino final, a cidade de Frankfurt. Como decidimos esticar o penúltimo dia de viagem direto até Frankfurt, ao invés de pernoitar em alguma cidadezinha pelo caminho acabamos chegando na cidade à noite, e pior ainda tivemos que procurar local para pernoitar.

Pensava que isso seria fácil afinal de contas Frankfurt é chamada como porta de entrada da Alemanha. Uma vez que é lá que se encontra o Aeroporto Internacional de Frankfurt, o maior da Alemanha, com uma movimentação diária de cerca de 40.150 pousos e decolagens e 4,6 milhões de passageiros.

Acabamos ficando num hotel perto da estação de trem, que não era grande coisa, mas foi o melhor custo benefício que achamos e não estávamos muito animados para ficar procurando hotel.

No dia seguinte tomamos nosso café no hotel, que por sinal estava gostoso, mas nada comparado ao café da manha do hotel de Berlim. E fomos explorar um pouco de Frankfurt, todas as vezes que estive em Frankfurt sempre foram apenas de passagem, nunca pernoitando por lá.

Apesar de ser a quinta maior cidade da Alemanha, com mais de 665 mil habitantes, Frankfurt não é a capital do estado de Hessen. Mas talvez seja uma das cidades mais conhecidas da Alemanha, talvez pelo fato de se associar a cidade com seus bancos e bolsa de Valores. E não é para menos, mais de 400 instituições financeiras com sede na cidade.

Seguimos em direçao a Bolsa de Valores de Frankfurt, a maior da Alemanha e uma das maiores e mais eficientes do mundo. Infelizmente não foi possível visitar o interior da Bolsa uma vez que é necessário agendamento da visita com pelo menos um dia de antecedencia. O jeito foi se contentar com as esculturas do touro e do urso na praça em frente a Bolsa.

Dali seguimos em direçao a Casa de Johann Wolfgang Von Goethe, o maior nome da literatura Alemã que nasceu em Frankfurt. A casa de seus pais abriga atualmente um museu com uma vasta coleção de pinturas, gráficos e bustos dos séculos 18 e 19; E que também abriga importantes documentos e uma rica biblioteca com manuscritos e obras de Goethe.

Bem a ligação da cidade com a literatura não pára por aí. Muitas editoras alemãs e internacionais têm sede em Frankfurt. Além disso, todos os anos acontece em Outubro a Feira Internacional do Livro, a maior do gênero no mundo.

Outro fato curioso é que por ter ficado dividida por quase 40 anos a Alemanha tem duas bibliotecas nacionais, uma que fica em Frankfurt e a outra em Leipzig.

Apesar de ter sido muito destruída durante a Segunda Guerra, a cidade foi reconstruída e remodelada. O centro histórico deu lugar a amplas avenidas e prédios modernos, mas ainda testemunha importantes momentos históricos.

Os três pontos turísticos mais importantes da cidade estão localizados no centro histórico: a Catedral (Kaiserdom), a praça Römerberg e a Igreja de São Paulo (Paulskirche).

Römerberg é o coração do centro histórico, com a Igreja Nikolaikirche, em estilo gótico.

Varias Casas em estilo enxaimel e a casa Römer, onde está instalada a prefeitura da cidade. Local de grande importância na história da Alemanha uma vez que ali foram feitos acertos e negociações para a escolha de Reis e imperadores alemães.

Ali perto fica a Catedral de Kaiserdom, que impressiona com a sua torre em estilo gótico. Igreja esta onde os imperadores eram escolhidos e coroados. O caminho que leva até o Römer, o Königsweg, era percorrido pelos imperadores até a prefeitura para celebrar a coroação.

Aproveitamos para ir até as margens do rio Main, um grande afluente do Rio Reno que corta a cidade. Por causa da paisagem cosmopolita, a cidade às margens do rio Meno (Main, em alemão) é comparada ao bairro mais famoso de Nova York (Manhattan) e é apelidado de ‘Mainhattan’por algumas pessoas. Detalhe Frankfurt geralmente aparece sendo chamada de Frankfurt am Main, isso porque existe uma outra Frankfurt na Fronteira com a Polonia, chamada de Frankfurt an der Oder, em alusao ao Rio Oder que corta aquela cidade.

Mas para nós Brasileiros aos edifícios das grandes cidades, no nosso caso acostumados com os arranha céus de Cingapura e de outras cidades da Ásia, o horizonte de Frankfurt deixa a desejar. Mas, para os padrões europeus, Frankfurt possui uma grande quantidade de edifícios altos, como poucas outras cidades no continente.

Um dos símbolos da cidade é o edifício da sede do banco Commerzbank, com seus 300 metros de altura (incluída a antena). É o prédio comercial mais alto da Europa e foi planejado pelo famoso arquiteto Norman Foster, o mesmo que planejou a reforma do Reichstag em Berlim. Entre outros arranha-céus de destaque são a torre da operadora da Feira de Frankfurt e a sede do Deutsche Bank.

Fomos seguindo em direçao ao distrito financeiro da cidade, pelo caminho passamos pela Igreja de São Paulo, substituiu uma pequena igreja medieval, demolida em 1786. Até 1944, foi a principal igreja evangélica da cidade. Em 1848 o local foi palco da Assembleia Nacional e da aprovação da primeira Constituição Alemã.

Os prédios do distrito financeiro são realmente muito bonitos e imponentes. Frankfurt também é um importante centro de política financeira. É na cidade que estão localizadas as sedes do Banco Central Alemão e também do Banco Central Europeu, que controla os rumos do Euro.

Outro lugar que não posso deixar de mencionar é a antiga Opera de Frankfurt, um edifício inaugurado em 1880 em estilo Barroco Clássico, que entre outras coisas foi o local onde Carmina Burana de Carl Orff foi apresentada ao público pela primeira vez em 1937.

Embora seja uma cidade de negócios quem visita Frankfurt pode esperar muito mais do que apenas homens e mulheres de negócios pelas ruas. A área da estação ferroviária central é um exemplo de contrastes urbanos: ali se cruzam engravatados, expositores e visitantes de feiras, turistas internacionais, moradores locais e imigrantes ilegais.

Um verdadeiro caldeirão multicultural, uma mistura de inúmeras lojas, que vão desde produtos chineses baratos até Sex Shops, com restaurantes de todos os tipos e lugares do mundo, movimentado 24 horas por dia.

Na rua Kaiserstrasse, às portas da estação ferroviária, a alameda consegue mostrar todos estes contrastes. A riqueza e a miséria convivem em um espaço urbano marcado por edifícios modernos e pelo comércio varejista multicultural.

Essa multiculturalidade é interessante por um lado, mas não é realmente o melhor que a Alemanha tem a oferecer aos seus visitantes. Eu gosto e ao mesmo tempo não gosto de Frankfurt.

Frankfurt Romer

No entanto como para se chegar a Alemanha Frankfurt é uma das melhores opçoes cerca de 6 horas sao mais do que o suficiente para conhecer o que a cidade tem de bom, mas se fosse recomendar um lugar para se visitar na Alemanha certamente esse lugar não seria Frankfurt.

Frankfurt Main

No dia seguinte bem cedo, aproveitamos para abastecer o tanque do carro, que paulada abastecer o carro em Euros, e seguimos até o aeroporto para pegarmos nosso voo com destino a Nova York com a Singapore Airlines.

Índice com todos os Posts do MauOscar

Clique na Logo =>

Siga o MauOscar.com também no:

Quantcast

9 Comments
  1. Chris Trincia says

    Oscar and Mauricio,
    WELCOME TO DELAWARE!
    Yours is the first ever blog I have been on and I must say, it is captivating! I have already spent much time going through your wonderful travels….it is hard to stop!
    I look forward to helping my two new Brazilian friends get settled in my home town.
    Chris

  2. Anna Francisca says

    Oscar,
    Obrigada. Era tudo de que eu precisava. Vou ficar cerca de 9 horas em Frankfurt e não queria passá-las no aeroporto. Mas não conseguia encontrar nenhum relato que me desse uma “luz”.
    Anna Francisca

    1. Mauoscar em Dela Where??? says

      Anna Francisca,

      Como falei no Post 6 – 7 horas sao mais do que suficiente para conhecer um pouco da cidade. Voce chegando ao Aeroporto de Frankfurt pegue o trem até a estaçao central (Hauptbahnhof em Alemao) , de lá voce consegue facilmente visitar as principais atraçoes da cidade à pé. Na estaçao central voce consegue facilmente encontrar um mapa da cidade e ai voce pode fazer um roteiro rapido para visitar, passe pelo Römmerberg, onde fica a prefeitura e a Igreja de Sao Nicolau (Nikolaikirche), dali voce pode seguir ate a Catedral, passe pela Casa do Goethe, pela Hauptwache, depois aproveite para passear pela margem do Rio Meno, atravessar a ponte Eisener Steg para ter uma foto que pegue os arranha ceus e a parte antiga da cidade. Depois numa segunda etapa voce pode fazer a parte “moderna” da cidade, começando pela Bolsa de Frankfurt, passando pela Opera e pelo Banco Central Europeu, acho que com essas atraçoes voce ja consegue ter uma ideia legal de Frankfurt ate porque e bom ter uma boa margem de segurança para nao perder seu voo.

  3. Antonio carlos a.faria says

    Aproveitando, as dicas dada pra Anna Francisca, pois estou indo, para inglaterra, via frankfurt, e devo pernoitar e no dia seguinte, seguir pra inglaterra. achei muito boa a dica , Gostaria de saber do clima , tanto em frankfurt como na inglaterra de 20 de setembro até 15de outubro. agradeço a resposta.

    1. Mauoscar says

      Antonio
      Essa é uma resposta dificil de responder.. Pois isso varia muito de ano para ano.. De toda forma teoricamente as temperatura devem ser amenas e com poucas chances de chuva. De toda forma aconselho dar uma olhada na previsão do tempo antes de voce embarcar..

      Abraço

  4. Antonio Juarez says

    Parabens pelo detalhamento da Cidade de Frankfurt muito precisas e rico em detalhes e informacoew ! Valeu galera pela performance ! Abs Juarez

    1. Oscar Risch - MauOscar Blog de Viagens says

      Obrigado pela visita Antonio..
      No meu novo blog http://www.viajoteca.com você encontra várias dicas legais para a cidade da Carina que mora por lá.. http://www.viajoteca.com/category/destinos/europa/alemanha-europa/frankfurt/

  5. Fernanda says

    Adorei as Fotos!!Parabens pelo blog!! Vou em Janeiro com marido e 2 filhos, Alugaremos um carro em Frankfurt, vms descer ate Genebra, ficaremos 7 dias no Club Med, voltaremos de aviao de Genebra pra Frankfurt e ficaremos 2 dias la, nesss 2 dias ja nao estaremos com o carro, gostaria de saber se mesmo no inverno da pra andar e conhecer a cidade, se os museus estar~ao abertos
    Ab
    Fernanda.

    1. Oscar Risch - MauOscar Blog de Viagens says

      Sim os museus ficam abertos, embora algumas atrações geralmente fechem mais cedo nesta época do ano. No meu novo blog http://www.viajoteca.com você encontra várias dicas legais para a cidade da Carina (Co-autora do blog) que mora por lá.. http://www.viajoteca.com/category/destinos/europa/alemanha-europa/frankfurt/

Leave A Reply

Your email address will not be published.