Dicas e Relatos de viagens ao redor do mundo

148 – Tharandt

0

Continuando nossa viagem pelo Leste da Alemanha, saímos cedinho de Dresden com em direçao às montanhas do Erzgebirge, pelo caminho aproveitamos para parar na cidadezinha de Tharandt a cerca de 20 km de Dresden.

Estive em Tharandt a primeira vez em 2005 quando participei do curso de Inverno do DAAD em Leipzig, planejei a nossa rota de forma a passar por esta cidadezinha com cerca de 2.600 habitantes, que além de ser um popular ponto de partida para passeios pela floresta de Tharandt, pitorescamente situada numa região com três vales estreitos incluindo o Vale do Weisseritz; É onde podemos dizer que a Engenharia Florestal começou.

Tharandt Rio

Os primeiros registros sobre esta cidadezinha remontam ao ano de 1457, em 1609 foi editado o primeiro estatuto da cidade. Mas até o início do século XVIII era pouco conhecida, mas começou a ficar importante quando se descobriram a existência de jazidas de pedras semi-preciosas na região. E Posteriormente pela Academia Real de Florestas da Saxonia.

Tharandt Florestal

Em 1473 o eminente construtor Arnold Von Westfalen construiu um castelo, que foi parcialmente destruído em 1580. Sua pitoresca ruína continua visível até hoje no alto de um morro, uma espécie de acrópole, do Vale Weißeritz.

É neste vale que hoje se encontram os prédios do Instituto de Ciências Florestais da Universidade Técnica de Dresden, considerada a primeira instituição de Ensino Florestal na Alemanha e também no mundo.

Nos arredores de Tharandt está localizada a Floresta de Tharandt, talvez uma das florestas manejadas a mais tempo pelo homem não apenas pelo pensamento empírico e sim com base científica.

Importante também, pelo menos para mim, é o jardim botânico, fundado em 1811, com cerca de 2.000 espécies de plantas lenhosas e espécies arbustivas, bem como numerosos tipos de gramíneas e plantas do subbosque.

Jardim botânico este que pertenceu ao “pai” da ciência florestal, o alemão Johann Heinrich Cotta (1763-1844), que em 1816 fundou a Academia Florestal Real da Saxonia, considerada hoje a primeira faculdade da silvicultura do mundo.

Entre 1847 a 1849, foi construído o prédio que até hoje é o edifício principal do Instituto Florestal de Tharandt que hoje faz parte da Universidade Técnica de Dresden. Digamos que é uma experiência e tanto, é como estar visitando um local sagrado, e ver o lugar onde tudo começou.

Infelizmente a região foi seriamente afetada pela grande enchente de 2002, que não apenas destruiu alguns edifícios e laboratórios da faculdade como também deixou sua biblioteca debaixo dagua.

Quando estive lá pela primeira vez em 2005 o Judeichbau, o novo prédio do curso de Engenharia Florestal tinha acabado de ser inaugurado, aproveitei aquela visita na época para conversar com alguns professores e também com a secretária da coordenação que mostrou que a agua chegou a cerca de 50cm no primeiro andar do prédio onde ela trabalhava.

Como parte dos esforços para salvar a Biblioteca o Exército Alemão enviou um caminhão frigorífico e todos os livros importantes foram congelados, para retirar a água e secos um a um página por página, esta enchente aconteceu durante as férias escolares, e ela disse que vários estudantes, assim que as águas baixaram, voltaram para Tharandt para ajudar no restauro de livros e outros objetos. Trabalho este que durou mais de um ano para ser finalizado.

Entramos rapidamente nos prédios da Floresta, mas como estava cedo não havia quase ninguém por ali como ainda tínhamos muita estrada pela frente seguimos viagem, passando por dentro da Floresta de Tharandt a caminho do Erzgebirge, as Cores das árvores nesta época do ano é um verdadeiro espetáculo.

 

Índice com todos os Posts do MauOscar

Clique na Logo =>

Siga o MauOscar.com também no:

Leave A Reply

Your email address will not be published.