Dicas e Relatos de viagens ao redor do mundo

Castelo de Moritzburg na Saxônia

0

Deixamos Berlin de manhã cedinho seguindo em direção à Dresden na Saxônia pela Autobahn A13. Depois de cerca de 180 km de viagem, chegamos à nossa primeira parada. Trata-se do Castelo Baroco de Moritzburg, localizado à cerca de 13 kilômetros ao nordeste do centro de Dresden.

Bandeiras da União Européia, Alemanha e da Saxônia

Só a estrada que liga a Autobahn 13 ao Castelo já era um verdadeiro espetáculo. A profusão das cores outonais da vegetação é algo emocionante, mas nada é comparado ao momento quando a estrada passa ao lado do lago e ao centro voce vê o castelo emoldurado por aquela floresta com cores que iam do amarelo ao vermelho, passando pelas mais diferentes matizes de laranja.

Moritzburg Carvalho

Carvalho Europeu durante o Outono na Alemanha

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=zSW0OZntSbo]

Já fazia bastante tempo “namorava”este castelo, afinal ele está na capa do guia visual da folha sobre a Alemanha. E embora tenha morado por quase 2 meses na Saxônia não tive a chance de conhecer. Estacionamos nosso carro, pegamos o ticket no parquimetro e fomos conhecer este que pode ser certamente incluído na lista de castelos mais bonitos da Alemanha.

Guia Visual da Folha de São Paulo – Alemanha

Quando construído entre 1542-1546  o castelo foi concebido como residência de campo e de caça para Moritz de Wettin, então Duque de Saxônia. Entre 1661 e 1671 foi então ampliado pelo príncipe eleitor John George II da Saxônia no qual uma capela em estilo barroco foi adicionada ao projeto. Projeto este assinado pelo arquiteto Wolf Caspar von Klengels.

Estrada Secundária no entorno do lago do Castelo de Moritzburg

Quando o neto do principe eleitor John George, Frederico Augusto I se converteu ao catolicismo em 1697, a fim de garantir a sua eleição como rei da Polônia, a capela entao foi consagrada no rito católico.

Passeio de carroça é uma das atividades oferecidas aos turistas no local 

Entre 1723 e 1733, Frederico Augusto I fez grandes remodelações no local, transformando-o em sua residência oficial de férias. Este projeto ficou sob a tutela dos arquitetos Matthäus Daniel Pöppelmann e Zacharias Longuelune, que incluíram ao projeto um parque formal, várias lagoas e uma enorme aréa de preservação no entorno do Castelo. Para esta reforma foram recrutados os melhores artesãos saxões e artistas da época, que trabalharam intensivamente no design de interiores dos sete salões e mais de 200 quartos do castelo.

Vista do Castelo na chegada ao local

Compramos nossos tickets, a cerca de 6.50 EUR e começamos a visita ao interior do castelo. Infelizmente fotos do interior não eram permitidas e rigidamente controlado, foi aí que aconteceu uma situação bastante engraçada. O Maurício com a cara de alemão que tem, pagou alguns micos na Alemanha, bem como ele não fala nadinha da língua ele passou por certos apuros. Por mais que digam que todo mundo fala inglês na Alemanha, isso não é muito verdade. Falar alemão facilita muito a vida, e embora meu alemao esteja meio enferrujado ainda dou conta do recado.

Fachada principal do Castelo de Moritzburg

Desta vez foi engraçado, uma das pessoas que cuidam do castelo veio falando em alemão que era proibido tirar foto, exatamente no momento em que ele estava segurando a camera. Aí ele disse que não sabia falar alemão a mulher então disse em ingles para ele. You Must learn German !! Naquele jeito germânico que as vezes interpretado como rude. E eu so olhando…

Castelo Moritzburg e o sapatinho de cinderella

Pois bem, pelo visto provavelmente éramos os únicos estrangeiros visitando o castelo naquele momento. Numa das partes mais interessantes da visita ao castelo, onde a tapeçaria era toda bordada a mão utilizando penas de aves, vimos alguns alemães tirando foto daquele trabalho manual e do salão. A mesma mulher que havia nos dado a bronca estava na porta desta sala e quando saímos o Mauricio disse em Inglês: “Pelo visto não sou o único a não saber alemão por aqui, parece que tem uns alemães ali dentro que também não entendem o idioma fotografando tudo”.

Castelo Moritzburg

Quando o Mau disse isso a mulher quase ficou louca. Saiu gritando Halllooooooo, hast du das nicht gehöert, dass fotografieren nicht gestattet sind…  (Olá, você não ouviu que nao é permitido tirar fotos..) Nós aproveitamos e saímos de fininho, mas foi bem engraçado.

Galhada de Veado

Quase todo o interior do castelo é dedicado à arte da caça. A coleção de chifres de veado é considerado a maior do mundo. No Monströsensaal, uma sala de jantar com uma vista maravilhosa do lado de fora são cerca de 40 galhadas  contorcidas, e entre elas esta o famoso veado com chifre de 66 pontas.

Foto da sala de Jantar  gentilmente surrupiada do site do Castelo 

Nos aposentos particulares do principe eleitor, vimos uma grande quantidade de mobiliário feito em Porcelana, laca e prata. Muitos deles confeccionados em Augsburg, talvez querendo reproduzir os móveis de prata de Louis XIV em Versalhes, mas combinando ainda o elemento oriental da Laca com a famosa porcelana de Meissen.

Galhadas de Veado na Sala de Jantar do Castelo

Visitamos a exposição de armas de caça. No Salão de pedra se pode visitar a coleção galhadas, e no hall de entrada uma coleção de carruagens de gala. O castelo também é famoso por suas decorações de arenito e seus estuques.

Carruagem no Castelo de Moritzburg

Durante nossa visita, e lendo um pouco mais sobre a história do castelo achei uma coisa interessante. A partir de 1933, o Castelo de Moritzburg foi usado pelo príncipe Ernst Heinrich Wettin da Saxôonia como sua residência oficial, até 1945, quando o Wettins foram desapropriados. E durante a segunda guerra mundial algumas das obras mais valiosas do castelo foram enterradas por Ernst Heinrich da Saxônia e por seus filhos no Parque do Castelo, mas, com exceção de poucos, a maioria deles foi encontrado e pilhado por tropas soviéticas.

Árvores no entorno do lago do castelo

E em 1996, várias caixas com jóias e ourivesaria foram descobertos por arqueólogos e atribuídos aos tesouros Wettin. E hoje estão exposto no Das Grüne Gewölbe de Dresden.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=DJMw-2IojS8]

Na saída do castelo, no estacionamento onde haviamos deixado nosso carro, havia uma barraquinha de uma senhora vendendo Lebkuchen (Pao de Mel alemão). MEU DEUS o que era aquilo?! Delicioso, só de escrever sobre ele a boca se enche de água.

Seguimos viagem em direção ao nosso hotel em Dresden, mas antes ainda demos algumas paradinhas com o carro para tirar mais algumas fotos do Castelo.

Moritzburg Castelo

MauOscar no Castelo de Moritzburg

Posts Relacionados:

 Horrores da Segunda Guerra Mundial – Campo de Concentração de Buchenwald

 Wittenberg a Cidade da Reforma Luterana 

 Potsdam – Opulência do império Prussiano

  Berlin – 20 Anos após a queda do Muro

 Dresden – A Florença do Elba

 Tharandt – O Berço da Engenharia Florestal

  Erzgebirge a região do artesanato natalino na Saxônia

 Frankfurt am Main – Manhattan Alemã

Índice com todos os Posts do MauOscar

Clique na Logo =>

Siga o MauOscar.com também no:

No Comments
  1. Ingrid says

    Linda demais essa série sobre a Alemanha, li todos os posts, cada um melhor que o outro. Fotos lindas, informações detalhadas… Belíssimo trabalho, parabéns!

    1. Oscar Risch - MauOscar Blog de Viagens says

      Ingrid

      Muito obrigado pela visita e pelos elogios.
      Já faz um tempinho que estivemos na Alemanha pela última vez, os posts já estão meio velhinhos.
      Quando foram escritos, os posts do Blog eram bem amadores. Fico feliz que mesmo assim eles tenham feito você viajar com a gente, ou ajudado a programar sua viagem

      Abs

Leave A Reply

Your email address will not be published.