Dicas e Relatos de viagens ao redor do mundo

Ho Chi Minh City – Ex-Saigon

0

Acordamos cedo as 05:00, arrumamos o que faltava, esperamos dar 06:00 para não ter que pagar os 50% de adicional noturno e seguimos de táxi ate o Budget terminal para irmos para Ho Chi Minh City, para visitar o Cesário e o Scott. Fizemos nosso Checkinn não havia quase fila, tentamos pegar assentos no exit, mas já estavam todos ocupados, mas pedimos se havia um lugar com a poltrona do meio vazia e conseguimos, passamos pela imigração, compramos 2 chocolates para dar de presente aos nossos amigos, já que ficaríamos na casa deles.

O embarque atrasou pouco,o voo estava previsto para 07:15 e saiu com uns 15 minutos de atraso, o avião era um A320 da Tiger Airways e em cerca de 2 horas de voo estávamos pousando no aeroporto Ta Son Nhat, quando estávamos pousando podemos  ver muitos campos de arroz, não e por acaso que o Vietnam e o terceiro maior exportador de arroz do mundo, alem disso podemos ver o delta do Rio Mekong, talvez o rio mais importante do sudeste da Ásia.

Rio Mekong

Ao pousar pude reparar na grande quantidade de hangares no aeroporto, muito possivelmente do tempo que os EUA usavam o aeroporto durante a guerra do Vietnam, o aeroporto em si, apresenta um terminal de passageiros bem moderno, deixando para traz diversos aeroportos no Brasil, ao chegarmos antes da imigração, fomos pegar nosso visto que havia sido providenciado e mandado via e-mail pelo Scott, la tivemos que pagar uma taxa de 25 USD cada, na hora ainda tivemos que preencher um formulário, e o serviço era muito enrolado, por sorte fomos uns dos primeiros a sair do avião e a dar entrada no processo, haviam umas 4 pessoas trabalhando, mas parecia que não faziam absolutamente nada, talvez por teoricamente ser um estado comunista, enfim eficiência não e uma palavra de ordem por ali.

Aeroporto

Finalmente recebemos nosso visto, passamos pela imigração, o oficial que me atendeu parecia uma múmia, ele passava o passaporte inteiro e não achava o visto do Vietnam, depois da terceira tentativa finalmente conseguiu, como não tínhamos bagagem, apenas a de mão logo saímos do aeroporto, o Cesário foi nos pegar la, o aeroporto lembra bastante o aeroporto de Viracopos em Campinas, pegamos um táxi, na verdade não qualquer táxi, o Cesário falou que não se pode confiar em qualquer empresa de táxi no Vietnam, esperamos um pouco e logo pegamos um carro grande para irmos ate em casa deixar nossas bagagens.

Ho Chi Minh que em vietnamita e chamada de: Thanh Pho Ho Chi Minh, e que era designada ate 1975 como Saigon é a maior cidade do Vietnam com cerca de 6,1 milhões de habitantes. É o maior porto do pais e também o maior centro industrial e comercial do Vietnam. A cidade possui status de província.

Foi fundada pelos khmers, sendo conquistada pelos anameses no século XVII. Ocupada pela França em 1859, depois de uma serie de ataques contra os católicos que viviam no pais  e tornou-se na capital da Cochinchina e, mais tarde, de toda a Indochina Francesa, até 1902. Em 1954 tornou-se na capital do Vietnam do Sul tendo sido o quartel general das tropas americanas durante a guerra do Vietnam. Em 1975 as tropas do Vietnam do Norte entraram na cidade, marcando o fim da guerra.

Assim que saímos do aeroporto começamos a ver o que e o Vietnam de verdade, centenas de motocicletas, um transito caótico, principalmente no horário de rush, quando as pessoas vão trabalhar ou estão voltando para casa, as motocicletas tambem carregam de tudo que e possível e imaginável, os postes de luz tem milhares de fios de telefones, certamente deve existir muitos e muitos gatos no Vietnam, no Caminho o nosso táxi, ia evitando ao máximo os congestionamentos, o Cesário estava contando como e a vida no Vietnam, como e andar de moto por la.

Gato

Em cerca de 50 minutos chegamos na casa deles que fica no distrito 2 de Ho Chi Minh City, e que casa diga-se de passagem, conhecemos o Rockie, um cachorrinho que eles adotaram ano passado, uma figura. Deixamos nossas coisas no quarto e fomos tomar café da manha, por sinal havia uns croissants de chocolate muito gostoso, depois o Cesário nos mostrou a casa toda, a casa deles já saiu umas 3 vezes em revistas de arquitetura e decoração no Vietnam.

Terminamos de nos arrumar e pegamos um táxi para ir explorar a cidade, novamente centenas, talvez milhares de motocicletas, como queríamos visitar os túneis de Cu Chi, fomos ate uma agência de viagens que vende pacotes terrestres para la e compramos para o dia seguinte, depois fomos a pé em direcao a Dong Khoi, onde ficam a maioria dos prédios importantes da cidade, ficou famosa durante a ocupação francesa, em que foram construídos muitos hotéis, boutiques e cafés, que em sua grande maioria foram fechados durante a ocupação comunista, mas desde a liberalização economica em 1986 a área esta ressurgindo como fora no passado, em que era fazia Saigon ser considerada a Paris do Oriente. Entre os prédios que vimos esta o teatro Municipal, construído em 1899 em estilo neoclássico, recentemente restaurado e na época colonial era talvez o principal point da alta sociedade da época.

Opera

Logo ao lado se encontra o hotel Caravelle, aberto ao publico no natal de 1959, o prédio com 10 andares foi durante bom tempo o edifício mais alto da cidade, e fora usado durante a guerra do Vietnam como centro de cobertura da guerra por possuir sistema de ar condicionado central e vidros a prova de bala. Também fora usado como sede de algumas embaixadas como Austrália e Nova Zelândia, e jornais como Washington Post, The New York Limes e outras agências mantinham escritórios ali. Mas com a tomada de Saigon em 1975 o hotel passou a ser controlado pelo estado comunista e entrou em profunda decadência, reabriu em 1998 depois de uma serie de reformas, e tem no alto um bar que fora utilizado pelos reportes para cobrir a guerra, e atualmente tem e um dos melhores lugares para um happyhour em Ho Chi Minh City, infelizmente acabamos nao indo la.

Hotel

Seguimos para a Prefeitura, projetada pelo arquiteto francês P. Gardes e inaugurada em 1908, era conhecida como Hotel De Ville, atualmente e considerado a sede do partido comunista, e fechado para visitação, em frente existe uma escultura do Ho Chi Minh com uma criança, logo a esquerda ficava o Hotel Rei, usado como centro das atividades sociais e militares do exercito americano no Vietnam, ali  oficiais americanos davam conferencia de imprensa a midia, que era conhecida como Five O’Clock Follies, assim como caravelle tem um bar famoso.

City Hall

Oscar e Mau em frente Sede Partido Comunista

Seguimos então em direcao a Catedral de Notre-Dame ou Nua Tho Duc Ba, foi a maior igreja construída pelo império Francês, quando foi terminada em 1883 era o edifício mais alto da cidade com cerca de 40 metros de altura, construída com tijolos avermelhados trazidos de Marselha na Franca e com paredes de granito, fora contruida com vitrais coloridos de vidro, mas este foram destruídos durante a segunda guerra mundial, que foram posteriormente substituídos por vidro liso e rosetas de concreto. Em frente da Igreja existe uma estátua da virgem Maria, que fora fabricada em Roma na Itália e trazida ao Vietnam em 1959 e rebatizada de Santa Maria Rainha da Paz, na esperança que pudesse trazer paz ao pais.

Notre Dame Saigon

Santa Maria

Na praça em frente a esta igreja fica o prédio principal do HSBC no Vietnam, bem bonito, mas como o Maurício o Scott não trabalha no prédio principal.

hsbc-vietnam

Antes de irmos almoçar com o Scott, visitamos o Correio Central, que foi projetado pelo arquiteto francês Gustave Eiffel entre 1886 e 1891, o mesmo que projetou a Torre Eiffel de Paris, talvez esse seja um dos únicos trabalhos dele fora da Franca, ele era especializado em contruir estacoes de trem, o correio tem todo o jeito de uma estacao de trem na verdade. Ao fundo da estacao podemos ver um enorme retrato de Ho Chi Minh. Aproveitamos e visitamos uma loja de souvenirs ali mesmo, acabamos comprando um quadrinho com 2 vietnamitas dentro de um barquinho em um lago com varias flores de lotus.

Correio - Eiffel

Correio

Seguimos então para o Restaurante onde encontraríamos no Scott para almoçar, no caminho, como o Cesário teria que dar uma aula de Pilates depois do almoço, combinamos o local que nos reencontraríamos depois, próximo ao palácio da reunificação, quase ali em frente vimos uma bicicleta forrada com cestarias.

cestaria

No restaurante encontramos o Scott, pedimos algumas entradas que eles nos recomendaram, que estava uma delicia, colocamos um pouco da conversa em dia, a comida estava bem gostosa,pela primeira vez estava comendo um rolinhos enrolados em papel de arroz, mas o que estava gostoso mesmo era sobremesa.

Almoco

Depois do Almoço, nos fomos visitar o Palácio da Reunificação, e o Cesário foi dar a aula dele e o Scott voltou ao banco, fomos ao palácio da Reunificação, compramos nossos tickets e fomos visitar ele.

Palacio Reunificacao

O Palácio da Reunificação (vietnamita: Dinh Thong Nhat) antigamente conhecido como Palace da Independência, foi construído no local da antigo Palácio  Norodom, é um marco histórico em Ho Chi Minh City. Ele foi projetado pelo arquiteto Ngo Viet Thu como residência e local de trabalho oficial do Presidente do Vietnam do Sul, durante a Guerra do Vietnam esse era o local que comandava os esforços de guerra dos EUA, inclusive com comunicação Via Radio ate Washington ate a queda de Saigon, em 30 de Abril de 1975. Era então conhecido como Palácio Independência, o marco da derrota americana na guerra foi quando os tanques derrubaram seus portões e os últimos funcionários, entre eles ate mesmo o presidente fugiram de helicóptero do local. Servindo como final da guerra.

Tanque Guerra

Tanque Guerra

Em Novembro de 1975, após uma longa negociação entre os comunistas do Vietnam do   Norte e os comunistas do Vietnam do Sul, que fora bem sucedida, em memória desse acontecimento, o Governo Provisório da República do Vietnam do Sul renomeou o salão Reunificação Hall.

Sala Reuniao

Salao Conferencia

Telefone Vermelho

Sala Reuiniao

E muito legal ter a oportunidade de visitar esses lugares históricos, podemos ver os tanques que derrubaram os portões do palácio, os salões, salas de reuniões, quartos, salas do palácio: tudo muito luxuoso e ostensivo, com muitos moveis entalhados em madeira, pecas em Marfim. Uma das coisas que chamou atenção foram as lixeiras feitas com patas de elefantes, coitado do animais.

Painel com Historia Vietnam

Sala com Marfin

Patas de Elefante

No teto do palácio, onde os ultimas pessoas que estavam no palácio tiveram que fugir e principalmente todo o subsolo do palácio como quartel general de comando da guerra, os enormes aparelhos de comunicação com Washington via radio, os mapas, ate a cozinha industrial, extremamente moderna para década de 60.

Vista do terraco do Palacio

Aparelhos de Radio

Sala Telegrafo

Cozinha

Assistimos a um vídeo, sobre a guerra, mas com o ar condicionado da sala dava um sono, mas mesmo assim podemos ver algumas imagens chocantes, e se pararmos para pensar tudo aquilo aconteceu a menos de 40 anos, o interessante que no Vietnam eles não chamam a guerra como guerra do Vietnam e sim guerra Americana.

Palacio

Já era por volta das 15:00 quando terminamos a visita, não chegamos a pegar nenhum guia, mas de tempos em tempos escutávamos os guias dos outros grupos falando assim conseguíamos saber maiores detalhes do local, saímos do palácio e fomos para uma sorveteira onde esperaríamos pelo Cesário, o sorvete não era nada de mais, comparável a uma casquinha do Mc’ Donalds, o legal era que você mesmo se servia naquela maquina. Encontramos o Cesário e decidimos ir ao mercado central.

O mercado já estava com pouco atividade, já que ele e principalmente um mercado matutino, mas ainda sim vimos coisas bem diferentes, cheiros estranhos, mas a parte legal mesmo era a parte de artesanato, muita coisa feita em laca, tentamos achar uma peca em prateado ou dourado com bambus, mas não achamos sempre havia umas garças para estragar, num determinado momento eu estava na frente umas mulheres sentadas ao chão e elas dão um berro, uma enorme ratazana passou ali a 1,5 metros de mim, engraçado para dizer a verdade.

Mercado

No mercado ainda havia uma parte só vendendo tecidos, calcados, roupas, coisas entalhadas em madeira, bem interessante,  como não achamos o que queríamos o Cesário nos levou a outras lojas ali perto para tentarmos achar, na saída vimos propaganda de Omo o sabão em pó, coisa que não existe em Singapura. Uma das lojas me chamou atenção que vendia posteres com propaganda comunista, um deles que o Cesário e o Scott compraram e que havia visto na casa dele era muito legal.

Omo

Depois de batermos pé por um bom tempo, mas sem sucesso para achar o que queríamos, decidimos voltar para casa, numa das lojas compramos o quadro do Tin Tin para a Sophie, pegamos nosso táxi e no meio da rua de repente uma moto para no meio da rua, o cara sai, abandona a moto no meio da rua, e sai vai para o táxi atrás do nosso e tenta começar uma briga com o motorista, não entendemos muita coisa, mas o Cesário ainda havia comentado, se você esta num táxi e ele bate, tente sair de fininho se não acaba sobrando para você.

Chegamos em casa e fomos tomar um bom banho, afinal de contas havíamos transpirado o dia todo, o Cesário preparou umas caipirinhas com Steinhager, que estavam uma delicia, ate o Rockie depois acabou ganhando um banho, o Scott chegou tarde em casa por conta do trabalho, depois que ele chegou nos arrumamos para sairmos jantar.

Rockie e Cesario

Rockie no Banho

Fomos a um restaurante espanhol onde comemos tapas com sangria e outros aperitivos, estava gostoso, fomos dali para um bar de um casal de amigos deles, onde tomamos mais uns 2 drinks cada um e voltamos para casa podres, o pior de tudo que no dia seguinte  teríamos que acordar cedo para ir visitar os túneis de Cu Chi.

Oscar e Mau

 

Índice com todos os Posts do MauOscar

Clique na Logo =>

Siga o MauOscar.com também no:

No Comments
  1. Marina says

    Gostei bastante do último passeio de vcs! Tb quero conhecer a Ásia. =)
    Beijo

Leave A Reply

Your email address will not be published.