Dicas e Relatos de viagens ao redor do mundo

Porto Belo e Bombinhas

0

Saímos de Florianopolis por volta das 09:00, pegamos a BR-101 em direcao ao norte do estado, e entramos em Porto Belo. Sendo essa a região de belíssimas praias, e tem uma historia bastante curiosa do tempo dos portugueses. A região da Enseada das Garoupas (antiga denominação da região) foi muitas vezes visitada pelos portugueses, na tentativa de ocupar e colonizar suas terras, depois de descoberto o Brasil. Esta terra porém, não era rica em jazidas de ouro, grande interesse da coroa portuguesa na época. Os relatos dos navegadores eram sempre os mesmos: pobres em mina de ouro, as serras são muito próxima do mar, sendo suas terras alagadiças e impróprias para a agricultura. Mas não deixam nunca de descrever a existência de uma enseada de águas tranquilas e navegáveis, aninhando em suas águas urna pequena ilha, onde os navios poderiam abrigar-se de tempestades e ventos em total segurança.

Seguimos direto ate Bombinhas, que possui uma Área de apenas 36,6 km², o que lhe dá o título de menor município de Santa Catarina. Tem praias lindas, como a Praia da Sepultura, Praia do Retiro dos Padres e Praia de Quatro Ilhas, seguimos direto ate essa ultima praia, local calmo e com vegetação bem preservada, águas transparentes. Em um extremo da praia tem um mar calmo semelhante a uma piscina, no outro um mar ótimo para surfistas.

Tiramos diversas fotos, mas tivemos que voltar as “pressas” para o centro de Bombinhas, onde podemos tomar um café da manha e podemos ir ao banheiro.

Seguimos então de volta a porto Belo, onde fomos ate a ponta dos aracas, uma pequena comunidade pesqueira que ainda hoje preserva os costumes e tradições de seus colonizadores. As praias ali são agradáveis e o mar muito calmo e bom para o banho. A cor da agua ali e muito bonita não deixando nem um pouco a desejar as praias da Tailândia, por exemplo.

Vimos também um grande transatlântico ancorado na Baía, mas seguimos viagem já que  nossa intenção era almoçar em Joinville no Gutekuche.

No caminho ainda acabamos dando uma passada em Barra Velha para ver e poder se despedir da Tia Regina, la alem dela encontramos o Java e a Dona Dila, que esta super bem para os seus 80 anos.

Saímos de Barra Velha depois das 12:00, então decidi seguir direto ate Pirabeiraba para que desse tempo de a gente almoçar no GuteKuche, afinal essa seria a ultima vez que a gente iria almoçar ali, ate sabe Deus quando.

Como sempre a comida estava excelente, a sobremesa de morango estava particularmente gostosa, mas reservei um espacinho para o Sagu também, de la retornamos para Joinville para que a gente pudesse se despedir da minha mãe, afinal essa seria a ultima vez que veria ela antes de retornar para Singapura no Sábado dia 17/01.

Ao mesmo tempo que foi muito bom ver ela novamente deu um aperto no coração sabendo que não sei exatamente quando voltarei a vê-la pessoalmente, graças a Deus hoje em dia existe a Internet e a gente pode se ver frequentemente pela CAM, mas ao mesmo tempo fico muito preocupado com toda a situação que ela esta vivendo. Mas peco a Deus que tudo se resolva em breve.

Infelizmente tivemos que nos despedir, dei um super grande abraço nela, assim como o Mau e o Raul, ela ate começou a chorar, confesso que também tive que segurar um pouco as lágrimas que ameaçavam a vir, mas tínhamos que seguir viagem.

Pegamos a BR 101 ate Garuva e depois seguimos via Guaratuba ate Caioba, onde iríamos ver e nos despedir da Cristina, Irmã da Ana Pauli, que também trabalha no HSBC.

Em Guaratuba pegamos o Ferry Boat para fazer a travessia da Baía para poder chegar a Caioba, la fomos direto ao apartamento, assim que chegamos havia 1 milhão de coisas para comer, bem típico da Ana e Cristina, la ficamos conversando por um tempo, depois nos três demos uma caminhada ate o final da Praia Mansa, que estava toda sinalizada “Impropria para Banho” , mesmo assim estava cheio de gente na Agua.

Subimos no Apartamento e nos despedimos da Cristina, da Leticia e da Belinha e seguimos viagem de volta para Curitiba.

Chegamos em Curitiba no inicio da noite e ao todo acabamos rodando mais de 1150 kilometros, mas foi uma viagem muito gostosa, primeiramente por estar com meu irmão Raul e segundo por estar viajando no Brasil.

A noite acabamos pedindo uma Pizza em casa, pois estávamos meio cansados da viagem, e havíamos comido tanto em Joinville e depois em Caioba, que não compensaria ir comer na KF, que acabamos nem sequer indo.

Índice com todos os Posts do MauOscar

Clique na Logo =>

Siga o MauOscar.com também no:

Leave A Reply

Your email address will not be published.